Tuesday, March 26, 2013

Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais defende a vida.


Bruno Braga.


O Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais (CRM-MG) manifestou posição contrária à deliberação apresentada pela instância federal – pelo Conselho Federal de Medicina – que autoriza a prática do aborto até a 12a semana de gestação. O presidente do CRM-MG, João Batista Gomes Soares, observa que os conselheiros mineiros foram unânimes em rejeitar a decisão abortista:  

“Nós fizemos um documento justificando por que somos contra o aborto. Enquanto a sociedade civil não se manifestar, vamos continuar defendendo a vida” [1].

Abaixo, a reprodução de alguns trechos da entrevista que João Batista Gomes Soares concedeu à revista “Veja”.

Por que o CRM-MG é contra o posicionamento do CFM em relação ao aborto? Nós entendemos que a primeira tarefa da medicina é a defesa da vida e que um feto com 10, 12 ou 20 semanas é uma vida de qualquer maneira. Isso porque, no nosso entendimento, a partir do momento em que o óvulo é fecundado, já começa a existir um ser.  E é impossível dizer com precisão em que momento a vida começa. Somos a favor da descriminalização do aborto nos casos já previstos, como em casos de bebês anencéfalos ou de estupro. Porém, não concordamos que o aborto deva ser liberado apenas com o simples fato de uma mulher ficar grávida e não querer levar essa gravidez para frente. Consideramos que a vontade da gestante é importante, sim, mas há outros fatores envolvidos nessas situações, como a vontade do pai, por exemplo.

Como o conselho médico de Minas Gerais chegou a essa posição? Essa posição contrária não é minha opinião pessoal, mas sim de todo o nosso conselho. Nós discutimos esse assunto, elaboramos um parecer o qual levamos ao plenário e, a partir daí, essa posição foi assumida por nós. No encontro nacional que definiu o parecer do CFM, nossa posição foi de retirar completamente o projeto, e não de alterar algumas itens [2]. 


Notas.

[1]. Estadão, 22 de Março de 2013. “Apoio do CFM ao aborto já enfrenta protestos antes de chegar ao Senado” [http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,apoio-do-cfm-ao-aborto-ja-enfrenta-protestos-antes-de-chegar-ao-senado-,1011804,0.htm].



Leituras recomendadas.

BRAGA, Bruno. “Advertência para o Conselho de Medicina Abortista: aborto aumenta mortalidade materna e danifica saúde das mulheres” [http://b-braga.blogspot.com.br/2013/03/advertencia-para-o-conselho-de-medicina.html].

Equipe Christo Nihil Praeponere (Pe. Paulo Ricardo). “Conselho Federal de Medicina apoia legalização do aborto” [http://b-braga.blogspot.com.br/2013/03/conselho-federal-de-medicina-apoia.html].



No comments: