Sunday, April 02, 2017

A Teologia da Libertação e a seita maçônica.

Bruno Braga.  
Material para estudo. 

Trecho do livro GÓMEZ, Manuel Guerra. "La trama masónica". Styria: Barcelona, Espanha, 2006. pp. 216-217; 230-231; 233. Tradução, destaques e notas: Bruno Braga.


"Esses e outros grupos leem a Sagrada Escritura não a partir do texto mesmo e do seu contexto histórico. Interpretam a Palavra de Deus não a partir da fé cristã e da Tradição da Igreja, mas sim desde o feminismo da religiosidade telúrica e desde um subjetivismo panteísta ("Católicas pelo Direito de Decidir"), desde o social e uma de suas opções político-partidárias ("Cristãos pelo socialismo" [comunismo]), desde a dissidência sistemática por contágio do ambiente democrático e sócio-cultural paganizado que trata de modelar o cristão e eclesial conforme o profano e político por imperativo do relativismo, típico da atual circunstância histórica ("Somos Igreja", "Teólogos João XIII", etc.), desde a reação dialética marxista ante as estruturas sociais mais ou menos pervertidas, às vezes perversas (Teólogos da Libertação em sua vertente ideologizada), desde a religiosidade pagã dos indígenas, sobretudo americanos à luz da Nova Era (teologia indigenista do "neoindigenismo"). FONTES INTERNAS DA MAÇONARIA GARANTIRAM-ME A IDENTIDADE MAÇÔNICA DE ALGUNS MEMBROS DA TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO RADICALIZADA, ESPECIALMENTE ENTRE OS NASCIDOS, OU PELO MENOS RESIDENTES, NA AMÉRICA DO SUL".

[...]

"O poder político às vezes sente a tentação de retornar às religiões etnico-políticas. Em nossos dias, tem cedido vez ou outra a essa tentação anacrônica. Nelas, a autoridade suprema de um grupo "étnico" (clã, tribo ou nação, descendente do mesmo antepassado) e "político" (unidade jurídica, administrativa, político-militar, judicial, etc.) ostentava também a suprema direção de sua religião. Além da política, por exemplo, havia unidade religiosa plena, embora seguisse intitulando-se "Pontífice Máximo", o chefe do Estado (rei, imperador, etc.) costumava transferir as funções cultuais ou sacerdotais a um delegado seu por razões práticas. Étnico-política é a natureza das chamadas 'Igrejas nacionais' ou 'Igrejas patrióticas' (China [comunista], etc.). A finalidade de sua existência consiste sobretudo em dividir a presença e eficácia da Igreja Católica em uma nação determinada. Dessa maneira, o Demônio faz honra a um de seus nomes: 'Diabo", derivado da palavra grega que significa 'o que divide e enfrenta'. Se realiza assim o adágio castelhano: 'Divida e vencerás'.

"OS MAÇONS NO PODER RECORRERAM A ESSA TÁTICA EM PAÍSES TRADICIONALMENTE CATÓLICOS" [...]

"Na América Ibérica tem havido mais 'Igrejas nacionais', por exemplo, a cubana, instituída pelo sacerdote Germán Lence, sob a direção de Fidel Castro e de existência efêmera; a 'Igreja popular da Nicarágua', etc. Na América, as 'Igrejas populares' ou 'do povo' em geral foram incubadas e têm atuado no seio das 'comunidades de base' [CEB's: Comunidades Eclesiais de Base] ou 'populares'. Têm corrido o risco de promover uma visão política da salvação cristã. Seu fermento mais eficaz  vem do MARXISMO, concretamente da 'TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO', e como resposta às necessidades terrenas de uma classe social, a dos 'pobres', tem se distanciado bastante da iniciativa gratuita, da ação e da graça de Deus, assim como da dimensão sobrenatural do cristianismo. Na Nicarágua, a 'Igreja popular' tratou de converter-se em 'Igreja nacional' durante a década de 1980. Não consta - documentalmente - a relação entre as 'Igrejas populares' e a maçonaria, embora se saiba que A MAÇONARIA ESTENDEU SEUS TENTÁCULOS TAMBÉM ENTRE MAIS DE UM TEÓLOGO DA LIBERTAÇÃO".

(*) NOTA. Mesmo o mais "cético" - que se recusa a investigar a possibilidade de vínculo e cooperação - não pode negar que há - pelo menos - uma "coincidência" nas pautas e ações da Maçonaria e da Teologia da Libertação: engenharia social e comportamental com controle da população por meio de contraceptivos e do aborto, a ideologia de gênero LGBT-gayzista; o laicismo em todas as dimensões da vida pública, sobretudo na educação de crianças e jovens; o estabelecimento da pseudo-espiritualidade da "Nova Era" ("New Age"), uma religião global que congregue todos os "credos" e que "consagre" em definitivo uma "Nova Ordem Mundial": o totalitarismo comuno-globalista. 


ARTIGOS RECOMENDADOS.

BRAGA, Bruno. "A Maçonaria e a Nova Ordem Mundial: a criação de uma 'religião universal' para consagrar o totalitarismo comuno-globalista". Material para estudo [http://b-braga.blogspot.com.br/2017/02/a-maconaria-e-nova-ordem-mundial.html].

______. "A aliança entre a Maçonaria e o Comunismo". Material para estudo [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/05/a-alianca-entre-maconaria-e-o-comunismo.html].

______. "A Internacional Socialista e a Maçonaria" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/10/a-internacional-socialista-e-maconaria.html].

______. "Antonio Guterres: ONU, Internacional Socialista, Maçonaria - aborto e gayzismo" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/10/antonio-guterres-onu-internacional.html].

______. "A seita maçônica na política francesa" [http://b-braga.blogspot.com.br/2017/03/a-seita-maconica-na-politica-francesa.html].

______. "Nicarágua: São João Paulo II contra a Teologia da Libertação" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/01/nicaragua-sao-joao-paulo-ii-contra.html].

______. "A Nicarágua e o 'apostolado' SOCIALISTA-COMUNISTA da revolução" [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/05/a-nicaragua-e-o-apostolado-socialista.html].

Wednesday, March 22, 2017

"Padre do PT" mais uma vez em Barbacena (MG).

Bruno Braga.
Notas publicadas no Facebook.


I.

No último domingo, 19 de março, João esteve novamente em Barbacena (MG). E o "padre do PT" utilizou mais uma vez  o Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais - que é mantido com dinheiro público - para fazer suas "pregações" políticas "inspiradas" na Teologia da Libertação e comprometidas com o esquema de poder comuno-petista. 

O deputado federal, que hoje ocupa a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, é o "preceptor" de Thiago Martins - o vereador pagão-druidista do PT que "celebra" cinicamente um tipo pervertido de "estado laico" e que tinha alguns de seus "companheiros" prestigiando o "culto" promovido por João.

Os verdadeiros pastores deveriam estar atentos para a presença desse impostor na cidade, uma vez que ele construiu sua carreira política - e a mantém - parasitando a Igreja Católica, ludibriando o rebanho de católicos como se fosse um autêntico "padre". 

II.

Então o "padre do PT" estará novamente em Barbacena (MG)... E vai utilizar mais uma vez o Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais [1] - que é mantido com o dinheiro do contribuinte - para fins políticos e para a promoção do seu mandato do deputado federal. 

Ora, quando é que o Ministério Público Federal vai tomar uma providência para acabar com essa prostituição do patrimônio do cidadão? E os padres? Os verdadeiros padres de Barbacena? Quando é que vão cumprir o dever que têm como pastores - vou repetir, "dever" (!) - de alertar o seu rebanho para ações e artimanhas desse impostor? Ou será que tem algum sacerdote - ou algum de seus colaboradores nas paróquias - que trabalha ou é conivente com esse "apóstolo" da Teologia da Libertação que parasita Igreja Católica, contrariando frontalmente os seus princípios e orientações, e serve ao esquema comuno-petista de poder? Os católicos de Barbacena precisam saber de uma vez por todas saber de que lado os padres realmente estão.


REFERÊNCIAS.

[1]. Cf. "IF Sudeste MG - Barbacena: militância e "apostolado" comuno-petista" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/03/if-sudeste-mg-barbacena-militancia-e.html]; "O 'apostolado' do 'padre João' em Barbacena-MG" [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/03/o-apostolado-do-padre-joao-em-barbacena.html]; "Jogando para o time adversário" [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/06/jogando-para-o-time-adversario.html]; "JOÃO e o seu 'apostolado da revolução'" [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/05/joao-e-o-seu-apostolado-da-revolucao.html].

ARTIGO RECOMENDADO.

BRAGA, Bruno. "João: totalitarismo comuno-globalista da ONU, Teologia da Libertação, sacrilégio, guerrilha comunista e o centenário de Fátima" [http://b-braga.blogspot.com.br/2017/02/joao-totalitarismo-comuno-globalista-da.html].

Wednesday, March 15, 2017

Globo e SBT incentivam "abuso infantil".

Bruno Braga.
Notas publicadas no Facebook.


I.

A Rede Globo levou ao ar mais uma fraude jornalística para a promoção do que a Associação Americana de Pediatras classificou de "abuso infantil" - condicionar crianças a acreditarem que uma vida inteira de personificação química e cirúrgica do sexo oposto seja normal e saudável [1]. 

No último domingo, 12 de março, o Fantástico estreou a série "Quem sou eu?" - que irá abordar a questão dos chamados "transgêneros" [2]. No primeiro episódio, o programa "dramatizou" - e enalteceu - a história de uma criança. Contudo, o auto-proclamado "show da vida" deu voz apenas aos "especialistas" que corroboram a sua tese. Um deles, inclusive, justifica o "transgenerismo" com um desajuste entre a "genitália" e o "cérebro"; porém, por ignorância ou malícia, ele não toca nos cromossomos sexuais e nos seus genes, que determinam previamente o masculino e o feminino - portanto, ninguém "nasce" com "gênero", ou sendo "transgênero", e sim com um sexo biológico, que é objetivo e binário: masculino ou feminino. 

O Fantástico omitiu o parecer dos pediatras americanos, mas não só ele, omitiu do telespectador o laudo do Doutor Paul R. McHugh, ex-chefe de Psiquiatria do Hospital John Hopkins (EUA): a transexualidade é um transtorno mental que merece tratamento - 70-80% das crianças que expressam tais "sentimentos transexuais" os perdem espontaneamente, um sinal de que muito da "transexualidade" é influência de adultos que projetam esses sentimentos nas crianças [3]. O Dr. Richard B. Corradi - professor de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Case Western Reserve University (Cleveland, Ohio, EUA) observa que o transgenerismo é uma "histeria de massa" [4]. O Fantástico, porém, dele não falou nada. Como não apresentou o testemunho de Paul - um transexual arrependido - que afirmou na CNN: “isto é um experimento, é como se as crianças fossem cobaias de laboratório; eles não sabem o que vai acontecer com eles, e eles estão ‘vendo como são injetados hormônios neles, vendo que bloqueiam a sua puberty’ (puberdade)” [5].

Dito isso, é importante perguntar: onde está o Ministério Público? Não se trata apenas da veiculação reiterada de fraudes jornalística através de uma concessão pública [6], mas do empenho de uma emissora para promover uma engenharia social macabra - um "abuso infantil", para reiterar a posição da Associação Americana de Pediatras - que está vitimando crianças indefesas e vulneráveis.

- DENUNCIE A REDE GLOBO E O FANTÁSTICO: 


2. MPF - Sala de atendimento ao cidadão. Registre aqui a denúncia: [http://www.mpf.mp.br/para-o-cidadao/sac].

II.

O SBT deu a sua contribuição para disseminar e promover - como coisa muito "normal" - uma proposta de engenharia sexual e comportamental monstruosa. Narrando como uma espécie de "conto de fada", o programa "Fofocalizando" apresentou ao telespectador: "De Olívia a Oliver" - a história de uma criança transgênero [7].

A matéria, porém, não levou às telas o parecer da Associação Americana de Pediatras, que classificou como "abuso infantil" condicionar crianças a acreditarem que uma vida inteira de personificação química e cirurgica do sexo oposto seja normal e saudável [8]. Não considerou o Doutor Paul R. McHugh - ex-chefe de Psiquiatria do Hospital John Hopkins (EUA) - que atesta: a transexualidade é um transtorno mental que merece tratamento. Ele observa ainda que 70-80% das crianas que expressam tais "sentimentos transexuais" os perdem espontaneamente - o que mostra que muito da "transexualidade" é de influência de adultos que projetam esses sentimentos nas crianças [9]. O Dr. Richard B. Corradi - professor de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Case Western Reserve University (Cleveland, Ohio, EUA) acrescenta que o transgenerismo é uma "histeria de massa" [10].

O SBT omite tudo isso. A emissora de Silvio Santos - com a credibilidade do testemunho de Leão Lobo e o sorriso de aprovação da Mamma Bruschetta - promove o abuso de crianças, o transtorno mental e a histeria em massa.


REFERÊNCIAS.

[1]. Cf. "Associação Americana de Pediatras fulmina ideologia de gênero: é abuso infantil!". Aleteia, 13 de julho de 2016 [http://pt.aleteia.org/2016/07/13/associacao-americana-de-pediatras-fulmina-ideologia-de-genero-e-abuso-infantil/].


[3]. Cf. "Transgender Surgery Isn't the Solution". Wall Street Journal, 13 de maio de 2016 [https://www.wsj.com/articles/paul-mchugh-transgender-surgery-isnt-the-solution-1402615120].

[4]. Cf. "Psychiatry Professor: ‘Transgenderism’ Is Mass Hysteria Similar To 1980s-Era Junk Science". The Federalist, 17 de novembro de 2016 [http://thefederalist.com/2016/11/17/psychiatry-professor-transgenderism-mass-hysteria-similar-1980s-era-junk-science/].

[5]. Cf. "Crianças são usadas como cobaias, denunciam transexuais arrependidos na CNN". ACIDigital, 16 de setembro de 2016 [http://www.acidigital.com/noticias/criancas-sao-usadas-como-cobaias-denunciam-transexuais-arrependidos-na-cnn-72305/].



[8]. Cf. [1] 

[9]. Cf. [3]. 

[10]. Cf. [4]. 

Sunday, March 12, 2017

Leão XIII contra a Maçonaria e o Comunismo.

Bruno Braga.
Material para estudo.


I.

"Uma vez que O INIMIGO NÃO DÁ TRÉGUA, ENTÃO NEM VÓS NEM NÓS PODEMOS PERMANECER CALADOS OU INERTES. Pela Divina misericórdia NÓS FOMOS CONSTITUÍDOS GUARDIÕES E DEFENSORES DA RELIGIÃO DO POVO CONFIADO AO NOSSO CUIDADO, PASTORES E VIGILANTES SENTINELAS DO REBANHO DE CRISTO; e POR ESTE REBANHO NÓS DEVEMOS ESTAR PRONTOS, SE NECESSÁRIO, A SACRIFICAR TUDO, ATÉ A PRÓPRIA VIDA". [...]

"Agora é desnecessário colocar as SEITAS MAÇÔNICAS em julgamento. ELAS JÁ ESTÃO JULGADAS; seus fins, seus meios, suas doutrinas, e sua ação, são todos conhecidos com indisputável certeza. POSSUÍDOS PELO ESPÍRITO DE SATANÁS, CUJOS INSTRUMENTOS ELES SÃO, ELES ARDEM COMO ELE COM UM ÓDIO MORTAL E IMPLACÁVEL A JESUS CRISTO E SUA OBRA; E ELES SE ESFORÇAM POR TODOS OS MEIOS PARA DERRUBÁ-LA E ACORRENTÁ-LA". [...]

"Além disso, UM DOS MAIORES E MAIS FORMIDÁVEIS PERIGOS DA SOCIEDADE DE HOJE, é a agitação dos SOCIALISTAS [COMUNISTAS], que ameaçam levantá-la de seus fundamentos. Deste grande perigo a Itália não está livre; e embora outras nações possam estar mais infestadas do que a Itália por este ESPÍRITO DE SUBVERSÃO E DESORDEM, não é entretanto menos verdadeiro que até aqui ESTE ESPÍRITO ESTÁ SE ESPALHANDO LARGAMENTE E AUMENTANDO A CADA DIA EM FORÇA. Tão CRIMINOSA É SUA NATUREZA, tão grande O PODER DE SUA ORGANIZAÇÃO e A AUDÁCIA DE SEUS DESÍGNIOS, que É NECESSÁRIO UNIR TODAS AS FORÇAS CONSERVADORAS, SE QUISERMOS IMPEDIR SEU PROGRESSO E EVITAR COM SUCESSO O SEU TRIUNFO. Destas forças A PRINCIPAL, E SOBRE TODAS A CHEFE, é aquela que pode ser fornecida pela RELIGIÃO e a IGREJA: sem isto, as mais estritas leis, os mais severos tribunais, e até a força das armas, vão se provar sem utilidade e insuficiente. Como, em tempos antigos, a força material não adiantou contra as hordas dos bárbaros, mas somente O PODER DA RELIGIÃO CRISTÃ, que entrando em suas almas apagou sua ferocidade, civilizou suas maneiras, e os fez dóceis à voz da VERDADE e à LEI DO EVANGELHO; do mesmo modo CONTRA A FÚRIA DAS MULTIDÕES SEM LEI NÃO HAVERÁ DEFESA EFETIVA SEM O SALUTAR PODER DA RELIGIÃO. É somente este poder que, derramando sobre suas mentes a luz da VERDADE, e instilando em seus corações os sagrados preceitos morais de Jesus Cristo, pode fazê-los ouvir a voz da consciência e do dever, e, antes de restringir suas mãos, restringir suas mentes e acalmar a violência da paixão". 

Cf. Carta Encíclica "Dall'alto dell'apostolico seggio" - Sobre a Maçonaria na Itália - 15 de outubro de 1890 [http://w2.vatican.va/content/leo-xiii/pt/encyclicals/documents/hf_l-xiii_enc_18901015_apostolico-seggio.html].

II.

O Gênero Humano, após sua miserável queda de Deus, o Criador e Doador dos dons celestes, "pela inveja do demônio", separou-se em duas partes diferentes e opostas, das quais uma resolutamente luta pela verdade e virtude, e a outra por aquelas coisas que são contrárias à virtude e à verdade. Uma é o reino de Deus na terra, especificamente, a verdadeira Igreja de Jesus Cristo; e aqueles que desejam em seus corações estar unidos a ela, de modo a receber a salvação, devem necessariamente servir a Deus e Seu único Filho com toda a sua mente e com um desejo completo. A outra é o reino de Satanás, em cuja possessão e controle estão todos e quaisquer que sigam o exemplo fatal de seu líder e de nossos primeiros pais, aqueles que se recusam a obedecer à lei divina e eterna, e que têm muitos objetivos próprios em desprezo a Deus, e também muitos objetivos contra Deus.

Este reino dividido Sto. Agostinho penetrantemente discerniu e descreveu ao modo de duas cidades, contrárias em suas leis porque lutando por objetivos contrários; e com sutil brevidade ele expressou a causa eficiente de cada uma nessas palavras: "Dois amores formaram duas cidades: o amor de si mesmo, atingindo até o desprezo de Deus, uma cidade terrena; e o amor de Deus, atingindo até o desprezo de si mesmo, uma cidade celestial". Em cada período do tempo uma tem estado em conflito com a outra, com uma variedade e multiplicidade de armas e de batalhas, embora nem sempre com igual ardor e assalto. Nesta época, entretanto, OS 'PARTISANS' (guerrilheiros) DO MAL PARECEM ESTAR SE REUNINDO, E ESTAR COMBATENDO COM VEEMÊNCIA UNIDA, LIDERADOS OU AUXILIADOS POR AQUELA SOCIEDADE FORTEMENTE ORGANIZADA E DIFUNDIDA CHAMADA OS MAÇONS. Não mais fazendo qualquer segredo de seus propósitos, eles estão agora abruptamente LEVANTANDO-SE CONTRA O PRÓPRIO DEUS. Eles estão planejando A DESTRUIÇÃO DA SANTA IGREJA publicamente e abertamente, e isso com o propósito estabelecido de despojar completamente as nações da Cristandade, se isso fosse possível, das bênçãos obtidas para nós através de Jesus Cristo nosso Salvador. Lamentando estes males, Nós somos constrangidos pela caridade que urge Nosso coração a clamar freqüentemente a Deus: "Ó Deus, eis que Teus inimigos se agitam; e os que Te odeiam levantaram as suas cabeças. Eles tramam um plano contra Teu povo, e conspiram contra Teus santos. Eles disseram: 'vinde, destruamo-nos, de modo que eles não sejam uma nação'".

Em uma crise tão urgente, quando tão feroz e tão forte assalto é feito sobre o nome Cristão, é Nosso ofício apontar o perigo, marcar quem são os adversários, e no máximo de Nosso poder fazer uma barreira contra seus planos e procedimentos, para que não pereçam aqueles cuja salvação está confiada a Nós, e para que o reino de Jesus Cristo confiado a Nosso encargo possa não só permanecer de pé e inteiro, mas possa ser alargado por um crescimento cada vez maior através do mundo. [...]

Por estas razões Nós, tão logo chegamos ao timão da Igreja, claramente vimos e sentimos ser Nosso dever usar Nossa autoridade em sua máxima extensão CONTRA UM MAL TÃO VASTO. Nós já por muitas vezes, conforme as ocasiões surgiram, atacamos alguns pontos principais dos ensinamentos que demonstraram de uma maneira especial A PERVERSA INFLUÊNCIA DAS OPINIÕES MAÇÔNICAS. [...]

Agora, a SEITA MAÇÔNICA produz frutos que são perniciosos e do mais amargo sabor. Pois, daquilo que Nós acima mostramos da maneira mais clara, aquele que é O SEU PROPÓSITO ÚLTIMO força-a a se tornar visível - especificamente, A COMPLETA DERRUBADA DE TODA A ORDEM RELIGIOSA E POLÍTICA DO MUNDO QUE O ENSINAMENTO CRISTÃO PRODUZIU, E A SUBSTITUIÇÃO POR UM NOVO ESTADO DE COISAS DE ACORDO COM AS SUAS IDÉIAS, das quais as fundações e leis devem ser obtidas do mero NATURALISMO. 

[...] A DOUTRINA FUNDAMENTAL DOS NATURALISTAS, que eles tornam suficientemente conhecida em seu próprio nome, é que a natureza humana e a razão humana deveria em todas as coisas ser senhora e guia. Eles ligam muito pouco para os deveres para com Deus, ou OS PERVERTEM POR OPINIÕES ERRÔNEAS E VAGAS. Pois eles negam que qualquer coisa tenha sido ensinada por Deus; eles não permitem qualquer dogma de religião ou verdade que não possa ser entendida pela inteligência humana, nem qualquer mestre que deva ser acreditado por causa de sua autoridade. E desde que é o dever especial e exclusivo da Igreja Católica estabelecer completamente em palavras as verdades divinamente recebidas, ensinar, além de outros auxílios divinos à salvação, a autoridade de seu ofício, e defender a mesma com perfeita pureza, É CONTRA A IGREJA QUE O ÓDIO E O ATAQUE DOS INIMIGOS É PRINCIPALMENTE DIRIGIDO. [...]

Se aqueles que são admitidos como membros não são ordenados a abjurar por quaisquer palavras as doutrinas Católicas, esta omissão, muito longe de ser adversa aos desígnios dos Maçons é mais útil para os seus propósitos. Primeiro, deste modo ELES FACILMENTE ENGANAM OS INGÊNUOS E OS INCAUTOS, E PODEM INDUZIR UM NÚMERO MUITO MAIOR A SE TORNAREM MEMBROS. Novamente, COMO TODOS QUE SE OFERECEM SÃO RECEBIDOS QUALQUER QUE POSSA SER SUA FORMA DE RELIGIÃO, ELES DESTE MODO ENSINAM O GRANDE ERRO DESTA ÉPOCA - QUE UMA CONSIDERAÇÃO POR RELIGIÃO DEVERIA SER TIDA COMO ASSUNTO INDIFERENTE, E QUE TODAS AS RELIGIÕES SÃO SEMELHANTES. Este modo de raciocinar é calculado para trazer a ruína de todas as formas de religião, e especialmente da RELIGIÃO CATÓLICA, que, COMO É A ÚNICA QUE É VERDADEIRA, NÃO PODE, SEM GRANDE INJUSTIÇA, SER CONSIDERADA COMO MERAMENTE IGUAL ÀS OUTRAS RELIGIÕES. [...]

Quanto ao que se refere à VIDA DOMÉSTICA NOS ENSINAMENTOS NATURALISTAS é quase tudo contido nas seguintes declarações: que o CASAMENTO pertence ao gênero dos contratos humanos, que pode ser legalmente revogado pelo desejo daqueles que o fizeram, que os governadores civis do Estado têm poder sobre o laço matrimonial; que na EDUCAÇÃO DOS JOVENS nada deve ser ensinado em matéria de religião como opinião certa e fixada; e cada um deve ser deixado livre para seguir, quando chegar à idade, qualquer que ele preferir. OS MAÇONS CONCORDAM COMPLETAMENTE COM ESTAS COISAS, E NÃO SOMENTE CONCORDAM, MAS TÊM LONGAMENTE ESFORÇADO-SE PARA TRANSFORMÁ-LAS EM LEI E INSTITUIÇÃO. Pois em muitos países, e aqueles nominalmente Católicos, é estabelecido que nenhum casamento deve ser considerado legal a não ser aqueles contraídos pelo rito civil; em outros lugares a lei permite o divórcio; e em outros todos os esforços são feitos para torná-lo legal tão logo quanto possível. Portanto, O TEMPO ESTÁ RAPIDAMENTE SE APROXIMANDO EM QUE OS CASAMENTOS VÃO SER TORNADOS EM OUTRO TIPO DE CONTRATO - OU SEJA EM UNIÕES MUTÁVEIS E INCERTAS QUE UM CAPRICHO PODE UNIR, E QUE DO MESMO MODO QUANDO SE MODIFICAR PODE DESUNIR. 

Com a maior unanimidade a SEITA DOS MAÇONS também esforça-se para tomar a si mesma a EDUCAÇÃO DA JUVENTUDE. Eles pensam que eles podem facilmente moldar às suas opiniões aquela idade macia e maleável, e torcê-la no que quer que eles desejem; e que nada pode ser mais adequado do que isto para permitir a eles levar a juventude do Estado a seguir seu próprio plano. Portanto, na educação e instrução de crianças eles não permitem qualquer participação, quer no ensinamento ou na disciplina, aos ministros da Igreja; e em muitos lugares eles têm procurado obter que a educação dos jovens esteja exclusivamente nas mãos de leigos, e que nada que trate dos mais importantes e mais sagrados deveres dos homens para com Deus deva ser introduzido na instrução sobre moral. [...]

O que, portanto, A SEITA DOS MAÇONS é, e que trilha ela persegue, aparece suficientemente do sumário que Nós resumidamente demos. SEUS DOGMAS ESTÃO TÃO GRANDEMENTE E MANIFESTAMENTE APARTADOS DA RAZÃO QUE NADA PODE SER MAIS PERVERSO. DESEJAR DESTRUIR A RELIGIÃO E A IGREJA QUE O PRÓPRIO DEUS ESTABELECEU, E CUJA PERPETUIDADE ELE ASSEGURA POR SUA PROTEÇÃO, E TRAZER APÓS UM LAPSO DE DEZOITO SÉCULOS AS MANEIRAS E COSTUMES DOS PAGÃOS, É NOTÁVEL INSENSATEZ E AUDACIOSA IMPIEDADE. Nem é menos horrível nem mais tolerável que eles repudiem os benefícios que Jesus Cristo tão misericordiosamente obteve, não somente para os indivíduos, mas também para as famílias e a sociedade civil, benefícios os quais, mesmo de acordo com o julgamento e testemunho de inimigos da Cristandade, são muito grandes. NESTA EMPREITADA INSANA E PERVERTIDA NÓS QUASE PODEMOS VER O ÓDIO IMPLACÁVEL E O ESPÍRITO DE VINGANÇA COM O QUAL O PRÓPRIO SATANÁS ESTÁ INFLAMADO CONTRA JESUS CRISTO. - Do mesmo modo o estudado esforço dos Maçons para destruir as principais fundações da justiça e honestidade, e para cooperar com aqueles que desejarem, como se fossem meros animais, fazer o que eles quiserem, tende somente para a ignominiosa e desgraçada ruína do gênero humano. [...]

Agora, dos perturbantes erros que Nós temos descrito os maiores perigos para os Estados devem ser temidos. Pois, sendo retirados o temor a Deus e a reverência pelas leis divinas, sendo desprezada a autoridade dos governantes, a sedição permitida e aprovada, e as paixões populares exacerbadas até o desprezo pela lei, sem qualquer freio a não ser o castigo, uma mudança e derrubada de todas as coisas necessariamente seguirá. Sim, esta mudança e derrubada é deliberadamente planejada e colocada em curso por várias associações de COMUNISTAS e SOCIALISTAS; e AOS SEUS PROPÓSITOS A SEITA DOS MAÇONS NÃO É HOSTIL, MAS FAVORECE GRANDEMENTE SEUS DESÍGNIOS, E TEM EM COMUM COM ELES SUAS PRINCIPAIS OPINIÕES. E se estes homens não se esforçam imediatamente e em todo lugar para levar à frente seus pontos de vista extremos, isso não deve ser atribuído ao seu ensinamento e sua vontade, mas À VIRTUDE DAQUELA DIVINA RELIGIÃO QUE NÃO PODE SER DESTRUÍDA; e também porque A PARTE MAIS SÓLIDA DOS HOMENS, RECUSANDO-SE A SER ESCRAVIZADA ÀS SOCIEDADES SECRETAS, VIGOROSAMENTE RESISTE ÀS SUAS INSANAS TENTATIVAS. [...]

Nós rogamos e imploramos a vós, veneráveis irmãos, a JUNTAR OS VOSSOS ESFORÇOS COM OS NOSSOS, E ESFORÇADAMENTE LUTAR PELA EXTIRPAÇÃO DESTA PRAGA MALIGNA, QUE ESTÁ SE ESGUEIRANDO ATRAVÉS DAS VEIAS DO CORPO DA POLÍTICA. Vós deveis defender a glória de Deus e a salvação do vosso próximo; e com o objetivo de vosso combate à vossa frente, nem coragem nem força irão faltar. Será por vossa prudência que julgareis por quais modos vós podeis melhor sobrepujar as dificuldades e obstáculos com os quais vos encontrardes. Mas, como pertence à autoridade de Nosso ofício que Nós mesmos apontemos algumas maneiras apropriadas de procedimento, Nós desejamos QUE O VOSSO PRIMEIRO ATO SEJA ARRANCAR A MÁSCARA DA MAÇONARIA, E DEIXAR QUE ELA SEJA VISTA COMO REALMENTE É; e por sermões e cartas pastorais instruir o povo quanto aos artifícios usado pelas sociedades deste tipo para seduzir os homens e persuadi-los a entrar em suas fileiras, e quanto à perversidade de suas ações e à maldade de seus atos. Como Nossos predecessores por muitas vezes repetiram, QUE NENHUM HOMEM PENSE QUE ELE POSSA POR QUALQUER RAZÃO QUE SEJA AJUNTAR-SE À SEITA MAÇÔNICA, SE ELE DÁ VALOR AO SEU NOME CATÓLICO E À SUA SALVAÇÃO ETERNA COMO ELE DEVERIA VALORIZÁ-LOS. Que nenhum seja enganado por uma pretensão de honestidade. Pode parecer a alguns que os Maçons não exigem nada que seja abertamente contrário à religião e à moral; mas, como todo princípio e objetivo da seita está naquilo que é vicioso e criminoso, ajuntar-se com estes homens ou em algum modo ajudá-los não pode ser legítimo. [...]

Nós bem sabemos, entretanto, que os nossos esforços unidos não serão de modo algum suficientes para arrancar estas SEMENTES PERNICIOSAS do campo do Senhor, a menos que o Celestial Mestre da vinha misericordiosamente nos ajude em nossos esforços. Nós precisamos, portanto, com grande e ansioso cuidado, implorar a Ele a ajuda que a grandeza do perigo e da necessidade requer. A SEITA DA MAÇONARIA MOSTRA-SE INSOLENTE E ORGULHOSA DE SEU SUCESSO, E PARECE QUE ELA NÃO COLOCARÁ LIMITES À SUA PERTINÁCIA. SEUS SEGUIDORES, AJUNTADOS POR PERVERSOS ACORDOS E POR CONSELHOS SECRETOS, AJUDAM-SE UNS AOS OUTROS, E EXCITAM-SE UNS AOS OUTROS A UMA AUDÁCIA NAS COISAS MALÍGNAS. Um ataque tão veemente exige uma igual defesa - especificamente, que todos os homens de bem formem a mais abrangente associação possível de AÇÃO e de ORAÇÃO. Nós imploramos a eles, portanto, com corações unidos, a permanecer unidos e firmes contra as forças das seitas que avançam; e em aflição e súplica estender suas mãos a Deus, orando que o nome Cristão possa florescer e prosperar, que a Igreja possa desfrutar da sua necessária liberdade, que aqueles que se extraviaram possam retornar a uma mente reta, que o erro difundido possa dar lugar à verdade, e o vício à virtude. TOMEMOS COMO NOSSA AUXILIADORA E INTERCESSORA A VIRGEM MARIA, MÃE DE DEUS, PARA QUE ELA, QUE DESDE O MOMENTO DE SUA CONCEPÇÃO DERROTOU SATANÁS POSSA MOSTRAR SEU PODER SOBRE ESTAS SEITAS MALIGNAS, NAS QUAIS REVIVE O CONTUMAZ ESPÍRITO DO DEMÔNIO, JUNTAMENTE COM SUA PERFÍDIA INSUBMISSA E ENGANOSA. Imploremos a Miguel, o príncipe dos anjos celestes, que lançou fora o infernal inimigo; e José, o esposo da santíssima Virgem, e patrono celeste da Igreja Católica; e os grandes Apóstolos, Pedro e Paulo, os pais e campeões vitoriosos da fé Cristã. Por seu patrocínio, e pela perseverança na união de oração, Nós esperamos que Deus irá misericordiosamente e oportunamente socorrer o gênero humano, que é rodeado por tantos perigos.

Cf. Carta Encíclica "Humanum genus" - Sobre a Maçonaria - 20 de abril de 1884 [http://w2.vatican.va/content/leo-xiii/pt/encyclicals/documents/hf_l-xiii_enc_18840420_humanum-genus.html].


ARTIGOS RECOMENDADOS.

BRAGA, Bruno. "A aliança entre a Maçonaria e o Comunismo". Material para estudo [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/05/a-alianca-entre-maconaria-e-o-comunismo.html].

______. "Antonio Guterres: ONU, Internacional Socialista, Maçonaria - aborto e gayzismo" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/10/antonio-guterres-onu-internacional.html].

______. "Comunismo e Maçonaria: o 'apostolado' de Valentini" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/05/comunismo-e-maconaria-o-apostolado-de.html].

Thursday, March 09, 2017

A seita maçônica na política francesa.

Bruno Braga.
Notas e material para estudo publicados no Facebook.


I.

François Hollande: Presidente COMUNISTA - e "iniciado" - da França visita sede do GRANDE ORIENTE e afirma que a República tem uma "DÍVIDA" com a MAÇONARIA. Com a seita satânica que, sob o lema da "liberdade, igualdade e fraternidade", promoveu uma revolução sanguinária no país.  

Leia: "François Hollande visita el Gran Oriente y proclama la «deuda» de la República con la masonería". Religión en Libertad, 27 de fevereiro de 2017 [http://www.religionenlibertad.com/franois-hollande-visita-gran-oriente-proclama-deuda--55163.htm].

II.

França. Aquela que um dia foi considerada "a filha predileta da Igreja" se degrada cada vez mais. De uma revolução sanguinária e anti-cristã, promovida sob o lema maçônico da "liberdade, igualdade e fraternidade", aos dias de hoje - presidida por um comunista "iniciado" na seita satânica que há tempos dirige o poder legislativo. Veja a confissão - claro, com o enaltecimento de supostos méritos - do conservador do Museu da Maçonaria: 
"Entre 1880 e 1914, a maior parte das grandes leis que estabelecem as bases da nossa sociedade democrática moderna (liberdade de imprensa, liberdade de associação, início da proteção social, escola laica e gratuita) FORAM CONCEBIDAS PRIMEIRO E PROMOVIDAS DEPOIS PELAS LOJAS" [1].
É preciso recordar a censura que o governo comunista de François Hollande pretende impor na internet, punindo com multa e até prisão os administradores e proprietários de sites contrários ao aborto [2]. E observar o empenho da Maçonaria - com o seu braço no legislativo francês - na promoção do "direito" de matar crianças inocentes e da ideologia de gênero LGBT-gayzista [3].

III.

França - aquela que um dia foi a "filha predileta da Igreja", violentada por comunistas e maçons: 

"FUNDAÇÃO SOCIALISTA [COMUNISTA] PROPÕE SUBSTITUIR PÁSCOA E PENTECOSTES PELA FESTA MUÇULMANA DO CORDEIRO".
"LA DESCRISTIANIZACIÓN CONTINÚA, la formación de la izquierda francesa Terra Nova, ha elaborado un informe que propone suprimir el lunes de Pascua y Pentecostés, dos días claves para los cristianos y sustituirlos por la fiesta musulmana Eid al-Adha y fiesta judía Yom Kipur". [...]
Leia: "Francia: una fundación socialista propone quitar la Pascua y Pentecostés y sustituirlas por la fiesta musulmana del cordero". 23 de fevereiro de 2017 [http://www.actuall.com/persecucion/francia-una-fundacion-socialista-propone-quitar-la-pascua-y-pentecostes-y-sustituirlas-por-la-fiesta-musulmana-del-cordero/].

IV.

Material para estudo.

I.

[...] Em finais do século XIX, o partido radical francês era uma força política totalmente controlada pelos maçons, a ponto de, para muitos, serem totalmente equivalentes. Mas a maçonaria ultrapassou amplamente essa situação e, nos primeiros anos do século XX, tinha um peso notável - que contava, por outro lado, com antecedentes - no partido socialista francês. O Grande Oriente não só não manifestou o mínimo pesar pela entrada nas lojas maçônicas de gente que vinha de um movimento político ateu e materialista confesso, como reduziu as cotas de admissão para facilitar a entrada. Assim, foram iniciados na maçonaria socialistas relevantes como Jean Longuet, Jean Monnet, Roger Salengro e Vincent Auriol.

Se o papel da maçonaria francesa era extraordinário na política, não era menor em duas ocupações que sempre foram apresentadas como objetivo primeiro das lojas maçônicas. Referimo-nos ao ensino e às forças armadas. No terreno da educação, por volta de 1910 pelo menos dez mil professores de escola eram maçons - o que implicava um esforço de doutrinação realmente colossal - e, no exército os oficiais maçons tinham criado listas - o famoso "Affaire des Fiches" - que não apenas eram utilizados para se promoverem entre si, mas também, de maneira fundamental, para bloquear as ascensões dos oficiais católicos. De fato, o marechal Joffre, comandante-em-chefe do exército frances durante boa parte da Primeira Guerra Mundial, era maçom, fato que desagradaria a bom número de comandados.

A influência da maçonaria era tão considerável que importantes quadros do Partido Comunista francês eram iniciados. [...]

II.

No que se refere à conquista do poder, o papel dos maçons nos últimos anos foi realmente relevante em algumas nações. [...]

No caso da França, o papel da maçonaria é, simplesmente espetacular. Em 31 de agosto de 1987, na pequena igreja de La Groutte, François Mitterrand, acompanhado do antigo primeiro-ministro Pierre Mauroy, e rodeado de ministros como Michel Rocard, Pierre Bérégovoy, Jean Pierre Chevenement, Lionel Jospin e um longo etcétera, dava seu adeus a Roger Fajardie, membro do conselho da ordem do Grande Oriente da França e considerado a verdadeira eminência parda do regime. Em fevereiro desse mesmo ano, outro maçom, Michel Baroin, presidente da FNAC e da GMF, amigo pessoal de Chirac, tinha sido objeto de exéquias fúnebres não menos espetaculares na igreja de São Francisco de Sales em Paris. A França era então governada pelo partido socialista, e uma das consequências disto era que os "filhos da viúva" - 0,2 por cento da população - ocupavam vinte e cinco por cento das cadeiras ministeriais. Havia uma lógica, afinal de contas, pois a maçonaria tinha sido um fator essencial para que a esquerda francesa chegasse ao poder depois dos anos de seca do general De Gaulle. A ocupação de postos se concretizara graças a outro maçom de peso, Valéry Giscard d'Etaing, mas, com Miterrand na presidência, cerca de vinte por cento dos cargos franceses em instituições européias eram ocupados por maçons. No palácio Bourbon, passariam de uma centena, e no conselho de ministros, uma dezena, entre os quais Roland Dumas, Yvette Roucly, Jack Lang e François Abadie. No entanto, não há que se enganar, não se tratava apenas de socialistas. O próprio Chirac, político envolvido em vários casos de corrupção, contava já nessa época com homens de confiança que pertenciam a lojas maçônicas.

Durante os anos Mitterand, os maçons teriam também um papel relevante na corrupção, situação impossível de separar da gestão socialista. "Filhos da viúva" socialistas marcaram presença em todos os escândalos da época - Carrefour, Urba, Pechiney, Angoulème, Cannes. Seu programa, por vezes, parecia se reduzir a uma filosofia laicizante, uma suposta solidariedade social que justificasse o aumento do gasto público e criasse bolsões de voto cativo mediante subvenções; e a negócios da administração que permitissem conseguir abundantes benefícios pessoais, pela via da legalidade. O paralelo com outras administrações socialistas na Itália e na Espanha saltam aos olhos. 

Como se isto fosse pouco, e seguindo o exemplo de Napoleão, a maçonaria francesa foi utilizada para estabelecer um modelo de controle colonial sobre a África e, inclusive, de expansão política em países como a Checoslováquia - logo dividida em duas - no leste da Europa. No entanto, como acontecera no passado na América Hispânica, não parece que os dirigentes iniciados na maçonaria tenham demonstrado capacidade especial na hora de governar seus respectivos países. Uma e outra vez, a maçonaria tem aparecido nestas décadas como um instrumento privilegiado para alcançar o poder, mas não tão eficaz na hora de administrá-lo mais além da partilha de prebendas entre os irmãos. 

Na verdade, nestes anos, aos escândalos franceses se somaram outros, também protagonizados por maçons, mas em cenários nacionais distintos. [...]

(*) Textos extraídos de VIDAL, César. "Os maçons": a sociedade secreta mais influente da história. Relume Dumará: Rio de Janeiro, 2006. pp. (I) 193-194; (II) 217-219. 


REFERÊNCIAS.

[1]. Cf. Pierre Mollier, Grande Oriente da França, in "François Hollande rend hommage aux francs-maçons". Le Monde, 27 de fevereiro de 2017 [http://www.lemonde.fr/politique/article/2017/02/27/francois-hollande-rend-hommage-aux-francs-macons_5086378_823448.html].

[2]. Cf. "Francia castigará con multas y penas de cárcel a las páginas web provida". Infovaticana, 16 de janeiro de 2017 [https://infovaticana.com/2017/02/16/francia-castigara-multas-penas-carcel-las-paginas-web-provida/].

[3]. Cf. "Estrondoso vazamento de dados da MAÇONARIA - as lojas falam sobre ABORTO e GÊNERO". Fratres In Unum, 10 de maio de 2016 [https://fratresinunum.com/2016/05/10/estrondoso-vazamento-de-dados-da-maconaria-as-lojas-falam-sobre-aborto-e-genero/].

Tuesday, February 21, 2017

João: totalitarismo comuno-globalista da ONU, Teologia da Libertação, sacrilégio, guerrilha comunista e o centenário de Fátima.

Bruno Braga.
Notas publicadas no Facebook.


I.

Veja a imagem I. João - o "padre" do PT que engana os católicos com pregações da Teologia da Libertação - assumiu a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara anunciando que - com o impeachment de Dilma Rousseff, funcionária do Foro de São Paulo - iria transformar a Comissão em "trincheira" de "luta" e "resistência" comuno-petista. E é o que ele de fato tem feito [1]. Porém, o "apostolado" do tal "padre" - que contraria integralmente os princípios e orientações da Igreja Católica - inclui outra atribuição: alinhar supostos "direitos humanos" às diretrizes anti-cristãs da ONU - note que como fiscal do próprio Congresso Nacional. Ecologismo, feminismo, "laicidade" do Estado, ideologia de gênero LGBT-gayzista, adestramento ideológico e controle comportamental nas escolas e universidades, controle populacional e aborto (cinicamente disfarçado de "direito à vida"), etc. 

A imagem II retrata a recente reunião do "apóstolo" da Teologia da Libertação com Américo Incalcaterra - representante do Alto Comissariado da ONU. 

Eis uma ilustração - bastante concreta - do consórcio comuno-globalista para ampliar e fortalecer o seu ambicioso e totalitário projeto de Governo Mundial.

II.

Mais um sacrilégio promovido por João [2]. Veja a imagem. O "padre" do PT que engana os católicos com as fraudes da Teologia da Libertação - por causa do exercício de um mandato parlamentar - está impedido de celebrar os Sacramentos e ter participação ativa nas questões da Igreja. Não é o que se vê. O deputado federal persevera - sob pena de excomunhão - no "sacerdócio" comunista [3]. O Bispo da Arquidiocese de Mariana - Dom Geraldo Lyrio Rocha - fecha os olhos e finge que não vê, e a CNBB não toma nenhuma providência - o que sugere o "zelo" que têm com o Corpo de Nosso Senhor Jesus Cristo.


III.

"Padre do PT" faz "pregação" para comunistas. João - que chegou à Câmara dos Deputados enganando os católicos com as fraudes da Teologia da Libertação - participou recentemente de um encontro estadual do MST - grupo de guerrilha comunista do Foro de São Paulo [4].

A imagem da "pregação" é um escândalo. Mas ela expõe um detalhe que a torna ainda mais tenebrosa. Há cem anos, em Fátima, a Santíssima Virgem Maria pediu a Consagração da Rússia ao seu Imaculado Coração para evitar que ela espalhasse os seus "erros" pelo mundo. A Consagração infelizmente não foi feita - e ninguém mais questiona que os "erros" da Rússia incluem sobretudo a revolução comunista, realizada naquele mesmo ano de 1917. A revolução sanguinária cujo centenário João - e o MST - celebraram em Belo Horizonte.

O Bispo da Arquidiocese de Mariana - Dom Geraldo Lyrio Rocha - e a CNBB assistem passivamente o trabalho de um impostor que parasita a Santa Igreja Católica.


REFERÊNCIAS.

[1]. Cf. "CDHM: 'Padre' do PT comanda 'trincheira' comuno-petista" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/06/cdhm-padre-do-pt-comanda-trincheira.html]; "Mariana: 'movimentos populares' e 'trincheira' comuno-petista" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/06/mariana-movimentos-populares-e.html].

[2]. Cf. "CNBB: templo do "apostolado" comuno-petista" [http://b-braga.blogspot.com.br/2015/07/cnbb-templo-do-apostolado-comuno-petista.html]; "João - 'vida dupla', improbidade administrativa e guerrilha rural dos sem-terra", II [http://b-braga.blogspot.com.br/2015/02/joao-vida-dupla-improbidade.html].


[4]. Cf. BRAGA, Bruno. "O MST e o Foro de São Paulo" [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/12/o-mst-e-o-foro-de-sao-paulo.html].

ARTIGOS RECOMENDADOS.

BRAGA, Bruno. "Antonio Guterres: ONU, Internacional Socialista, Maçonaria - aborto e gayzismo" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/10/antonio-guterres-onu-internacional.html].

______. "A Maçonaria e a Nova Ordem Mundial: a criação de uma 'religião universal' para consagrar o totalitarismo comuno-globalista". Material para estudo [http://b-braga.blogspot.com.br/2017/02/a-maconaria-e-nova-ordem-mundial.html].

Sunday, February 12, 2017

A Maçonaria e a Nova Ordem Mundial: a criação de uma "religião universal" para consagrar o totalitarismo comuno-globalista.

Bruno Braga.
Material para estudo.

Os textos citados abaixo foram extraídos do livro SANAHUJA, Juan Claudio. "Poder Global e Religião Universal". CEDET: Campinas-SP, 2012. Edições Katechesis. Os destaques, as observações e notas entre colchetes e as referências são minhas.


I.

pp. 44-46.

O primeiro, que está sendo gestado no âmbito da Organização dos Estados Americanos (OEA), é o projeto da 'Convenção Interamericana contra o Racismo e Toda Forma de Discriminação e Intolerância', que nos obrigaria a modificar nossas legislações para fazer valer as pretensões do 'lobby gay' e implantar uma tirania homossexual.

A Convenção autoriza uma ampla censura à imprensa, que inclui a Internet e as mensagens de correio eletrônico, para todos aqueles que transmitam conteúdos considerados discriminatórios. Qualquer material escrito ou intervenção oral oposta ou que manifeste discordância com o 'estilo de vida homossexual' seria censurado e seus autores perseguidos; isto incluiria os documentos da Santa Sé, o Catecismo da Igreja Católica, os documentos episcopais, homilias etc. Além disso, pelo que é chamada de 'discriminação inversa', poder-se-ia privilegiar a condição homossexual e até exigir uma 'cota gay' em empresas, no corpo docente de colégios públicos ou privados etc. "Não constituem discriminação as medidas ou políticas de diferenciação ou preferência adotadas pelo Estado-Parte com o único objetivo de promover a integração social e o adequado progresso e desenvolvimento de pessoas e grupos que requeiram a necessária proteção, a fim de garantir-lhes, em condições de igualdade, o gozo ou o exercício dos direitos humanos e das liberdades fundamentais [...] Em circunstâncias específicas, tais medidas ou políticas são não apenas permissíveis, mas indispensáveis e obrigatórias para garantir o direito à igualdade perante a Lei e a proteção contra a discriminação", diz o artigo 1o do projeto da Convenção. 

A Convenção supõe uma gravíssima subversão do direito ao inverter o 'ônus da prova' de modo que corre por conta do denunciado de discriminação demonstrar que seus atos ou omissões não são discriminatórios. Além disso, o projeto acomoda os chamados crimes de ódio, que chegam até a pretender processar o 'animus discriminatorio', isto é, a suposta 'intenção discriminatória' de que o denunciante, considerando-se vítima de discriminação, possa suspeitar. E, o que é ainda mais arbitrário, qualquer pessoa poderia denunciar alguém simplesmente por 'suspeitar' que ela tenha ânimo discriminatório para com terceiros que nada têm a ver com quem denuncia.

Segundo declarações do 'lobby' homossexual, a ausência, na Organização dos Estados Americanos (OEA), de representantes da Santa Sé e dos países islâmicos converte esse foro no recinto ideal para impor o homossexualismo com a força do direito internacional.
Cabe ressaltar que a OEA assinou um acordo de COOPERAÇÃO EDUCATIVA, em 17 de maio de 2008, com a CONFEDERAÇÃO MAÇÔNICA INTERAMERICANA. Este convênio educativo com a Confederação Maçônica traz as assinaturas do socialista [COMUNISTA] chileno - que foi funcionário do governo MARXISTA do presidente Salvador Allende - José Miguel Insulza, Secretário Geral da OEA, e de Rafael Eduardo Argón Guevara, secretário executivo da Confederação Maçônica Internacional (CMI).

II.

pp. 49; 56; 59-60; 63-64.

Para realizar esta grande subversão da ordem natural, sem resistências, a nova ordem cria outro paradigma: o da 'nova religião universal' ou 'novos princípios éticos universais', a fim de assegurar o 'desenvolvimento sustentável ou sustentabilidade' da humanidade. Isto completa o quadro da colonização das consciências.

Como dizia o Cardeal Ratzinger, torna-se uma necessidade, para a Nova Ordem Mundial, destruir o cristianismo esvaziando-o de sua fé em Cristo e na Igreja, a fim de transformá-lo em mera doutrina de ajuda, solidariedade social ou filantropia. Nesta tentativa se enquadram projetos como o da 'CARTA DA TERRA', o 'novo paradigma ético da Nova Era, e o da 'ÉTICA PLANETÁRIA' de Hans Küng, que visa 'dar sustentação ética à Nova Ordem Mundial". 

[...] A Carta [da Terra] foi idealizada no início dos anos 90 por duas organizações: a 'Cruz Verde Internacional', de Mikhail Gorbachev, e o 'Conselho da Terra', dirigido por Maurice Strong. GORBACHEV declarou, em 1997: "O MECANISMO QUE USAREMOS SERÁ A SUBSTITUIÇÃO DOS DEZ MANDAMENTOS PELOS PRINCÍPIOS CONTIDOS NA PRESENTE CARTA OU CONSTITUIÇÃO DA TERRA". A Carta foi patrocinada desde o início por Federico Mayor, Diretor Geral da UNESCO de 1987 a 1999.

[...] A Carta da Terra é um manifesto materialista, pagão, panteísta, e que pretende fornecer uma base ética para um rígido controle da população mundial. Os especialistas disfarçam de boas intenções o projeto de transformar grandes áreas do planeta em armazéns de matérias-primas que garantam a manutenção dos opulentos hábitos de consumo de uns poucos privilegiados. Se não fosse assim, por que a Carta mandaria adotar - com a usual linguagem anti-natalista da ONU - "modos de reprodução que respeitem os direitos humanos e as capacidades regenerativas da Terra?" Serão impostas, em certas áreas do planeta, quotas populacionais para preservar os recursos naturais?

A Carta da Terra é um paradigma de reengenharia social anti-cristã que promove 'A PERSPECTIVA DE GÊNERO E A SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA' - HOMOSSEXUALISMO e ABORTO químico ou cirúrgico - como pré-requisitos para o desenvolvimento sustentável.

A Carta da Terra é a manifestação desse NOVO HUMANISMO que visa preservar as florestas e salvar de um suposto extermínio as focas, baleias, gorilas, peixes-boi, leopardos, elefantes, as várias espécies de borboletas, ursos e cabras-montesas, e, por outro lado, não apenas justifica, mas obriga a perseguir e provocar um verdadeiro holocausto com leis que autorizam o abominável crime do aborto em nome dos direitos humanos, da paz, da igualdade, da harmonia universal. Não é o assassinato de milhões de inocentes o maior ataque à paz e aos direitos humanos? 

[...] "Leonardo Boff, que diante da Assembléia Geral das Nações Unidas, em 22 de abril de 2009, afirmava: 'Desde a mais alta ancestralidade, as culturas e religiões sempre têm testemunhado a crença na Terra como Grande Mãe, Magna Mater, Inana e Pachamama. Os povos originários de ontem e de hoje tinham e têm clara consciência de que a Terra é geradora de todos os viventes. Somente um ser vivo pode produzir vida em suas mais diferentes formas. A Terra é, pois, nossa Mãe universal' [...] 'Não é que sobre a Terra haja vida. A Terra mesma é viva, chamada de Gaia, a deusa grega para significar a Terra viva. Efetivamente, a Terra é Mãe fecunda' [...] 'Para esta tarefa gigantesca somos inspirados por um documento precioso: a Carta da Terra. Nasceu da sociedade civil mundial. Em sua elaboração foram envolvidas mais de cem mil pessoas de 46 países. Em 2003 uma resolução da UNESCO apresentou-na como um instrumento educativo e uma referência ética para o desenvolvimento sustentável. Participaram ativamente de sua concepção Mikhail Gorbacheve, Maurice Strong, Steven Rockefeller e eu mesmo, entre outros. A Carta entende a Terra como dotada de vida e como nosso Lar Comum. Apresenta pautas concretas que podem salvá-la, cuidando-a com compreensão, com compaixão e com amor, como cabe a toda mãe. Oxalá, um dia, esta Carta da Terra possa ser apresentada, discutida e enriquecida por esta Assembléia Geral. Caso seja aprovada, teríamos um documento oficial sobre a dignidade da Terra' [...].

A UNESCO incorporou plenamente a 'Carta da Terra' em 2003, atribuindo-lhe a categoria de 'instrumento educativo' em abril de 2005, no Projeto de Aplicação Internacional da Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (EDS). Mas, mesmo antes disso, no Fórum do Milênio das ONGs (2000), organizado pelas Nações Unidas, a 'Carta' foi listada entre os documentos que os participantes do Fórum se comprometeriam a impor à sociedade global. 

III.

pp. 64-67.

A Aliança das Civilizações e o apoio maçônico explícito.

Outra confusão que a 'Carta da Terra' promove é a Aliança das Civilizações, que por sua vez está relacionada com 'Religiões para a Paz' (World Conference of Religions for Peace - WCRP), à qual faremos referência mais adiante.

Em 22 de abril de 2006, Federico Mayor Zaragoza, presidente da 'Fundación Cultura de Paz', sendo co-presidente da 'Aliança das Civilizações', reconheceu que esta promove a Carta da Terra.

Em 2004, o primeiro-ministro espanhol, o abortista pró-homossexual Jose Luis Rodriguez Zapatero, lançou a iniciativa 'Aliança de Civilizações' como uma contribuição para a iniciativa da ONU chamada 'Diálogo das Civilizações'. A 'Aliança', que tem como objetivo o diálogo para superar as diferenças culturais e religiosas entre os povos, concretamente com os islâmicos, é, na prática, uma estratégia para integrar a Turquia à União Europeia e dar mais um golpe nas raízes cristãs da Europa. O primeiro ministro turco 'Erdogan' disse que "não deveria ser permitido fazer da Europa um clube cristão".

A Aliança é presidida pelo chefe de Estado turco - inicialmente 'Recep Erdogan Tayyp' e agora 'Mehmet Aydin' - e pelo espanhol 'Federico Mayor Zaragoza'. Em 2007, o Secretário-Geral das Nações Unidas, 'Ban Ki-moon', nomeou o socialista [COMUNISTA] português 'Jorge Sampaio'. Alto Representante da ONU para a Aliança das Civilizações.

Membro do Grupo de Alto Nível da Aliança, 'Karen Armstrong', ex-freira católica que abandonou a fé para se tornar, segundo ela, uma "monotopista freelance", é uma das representantes da Europa. Ela promove um culto sincrético tomando aspectos do cristianismo, do judaísmo e do islamismo. Outro representante europeu é o francês 'Hubert Vedrine', ex-ministro do governo socialista de Lionel Jospin, participante dos chamados 'Diálogos de Lyon', nos quais buscou um amplo consenso para a Carta da Terra.

Também faz parte do Grupo 'Nafis Sadik', atual assessora especial do Secretário Geral da ONU, ex-Diretora Executiva do Fundo de População da ONU e organizadora da Conferência do Cairo. Como defensora do reconhecimento dos "direitos" sexuais e reprodutivos como direitos humanos, foi membro da comissão que criou o Protocolo Facultativo da CEDAW. Hoje é uma das diretoras do 'Centro de Política e Legislação Reprodutiva' (CRLP), uma ONG que pressiona os governos pelo reconhecimento pleno de tais 'direitos'. Outro membro do Grupo é o bispo anglicano, abortista e pró-homossexual 'Desmond Tutu'. Pela América Latina, estão 'Enrique Iglesias' e 'Candido Mendes' e, pelo Oriente Médio, o histórico ex-presidente iraniano, o aiatolá 'Mohamed Khatami'.

Em 2008, Mayor Zaragoza declarou que o 'Fórum Mundial de Redes da Sociedade Civil" (UBUNTU), do qual ele mesmo é membro importante, apóia a Carta da Terra.

Fazem parte deste Fórum Mundial, por exemplo, 'Advocacy for Women in Africa' (ONG abortista); 'Anistia Internacional' (seus objetivos gerais prioritários para 2007 incluíram o reconhecimento do direito ao aborto e o reconhecimento legal das uniões homossexuais); 'CARE International' (promove o aborto); 'Clube de Roma'; 'Conference of NGOs in Consultative Relationship to the Economic and Social Council of the United Nations (CONGO); 'Earth Council' (ligado em sua origem à Carta da Terra); 'Fundación Arias para la Paz y el Progreso Humano' (Costa Rica; ONG que promove o aborto e o homossexualismo); 'Green Cross International' (ligada à Carta da Terra); 'Human Rights Watch'; 'Osfam International'; 'Foro do Estado do Mundo'; 'Women's Environment & Development Organization' (WEDO; ONG lesbofeminista); 'Fórum Social Mundial'; 'World Wide Fund for Nature' (WWF); 'Worldwatch Institute' etc.

Alguns personagens importantes que promovem o 'Fórum Mundial' (Ubuntu) são Hans Küng, Kofi Annan, Leonardo Boff, Mikhail Gorbachev, Isabel Allende, Noam Chomsky, Jacques Delors, Gabriel García Márquez, Candido Mendes, Adolfo Perez Esquivel, Shridath Ramphal, José Saramago, Mario Soares, Muhammad Yunus etc.

DESDE A SUA CRIAÇÃO, A INICIATIVA CARTA DA TERRA, ASSIM COMO OUTROS PROJETOS ÉTICOS DA NOVA ORDEM, TINHA UM AR MARCADAMENTE MAÇOM. Para dissipar as dúvidas ingênuas, em 27 de março de 2006 A PRÓPRIA MAÇONARIA RECONHECEU SEU APOIO À CARTA: o então Grão-Mestre de 'La Gran Logia de la Argentina de Libres y Aceptados Masones', Hector Sergio Nunes, dirigiu aos seus confrades a chamada 'Carta Antártida da Maçonaria Argentina'. Nela, na seção "A Carta da Terra e o Desenvolvimento Sustentável", afirma: "A Carta da Terra também é influenciada pela nova visão científica mundial, incluindo as descobertas da moderna cosmologia, da biologia evolutiva, da física e da ecologia. Ela é baseada na sabedoria das religiões do mundo e das tradições filosóficas ancestrais. Também reflete o pensamento de grupos e organizações ligadas à defesa dos DIREITOS HUMANOS, da IGUALDADE DE GÊNERO, da sociedade civil, do DESARMAMENTO e da paz" [...] "É POR ISSO QUE A NOSSA ORDEM ASSINOU O TRATADO", conclui a 'Carta Antártida da Maçonaria Argentina', fazendo assim referência à sua adesão à 'Carta da Terra'.  

IV.

p. 68; 70.

A Ética Planetária.

No 'Parlamento das Religiões do Mundo', em 1993, Hans Küng, A QUEM A SANTA SÉ PROIBIU O ENSINO DA TEOLOGIA CATÓLICA, apresentou o projeto da 'Ética Planetária' com o prévio aval da UNESCO, do 'Fórum Econônico Mundial de Davos' e do 'World Wide Fund for Nature' (WWF). Hans Küng tornou-se assim uma das cabeças visíveis do processo para impor esta nova ética cósmica, ENUNCIADA NO ESTILO DA MAÇONARIA, composta de uma mistura de gnose, expressões de bons desejos e da vaga e alienante espiritualidade 'new age'. A 'Ética Planetária' é uma boa resposta ao projeto da UNESCO de 'ética universal de valores relativos'. O próprio Küng a define como "UMA SÍNTESE DE SUPERAÇÃO DE TODAS AS RELIGIÕES DO MUNDO". [...]

No primeiro capítulo, Küng diz: "Estes princípios são baseados na suposição de que a Nova Ordem Mundial não pode sobreviver sem uma ética global". Ou seja, SEM ALGUNS PRINCÍPIOS ÉTICOS NOVOS A SERVIÇO DO PROJETO POLÍTICO DE DOMINAÇÃO. É A RELIGIÃO A SERVIÇO DO PODER. Os elogios do presidente do Diretório do Fundo Monetário Internacional em relação a Küng o confirmam.

APARENTEMENTE, [1] a 'ÉTICA PLANETÁRIA' encontra um público favorável no MUNDO DAS FINANÇAS INTERNACIONAIS e [2] a 'CARTA DA TERRA' no campo internacional SOCIALISTA [COMUNISTA]. Mas ESTA É APENAS UMA IMPRESSÃO, pois os nomes de Hans Küng e Leonardo Boff e outros aparecem NAS MESMAS REDES E NOS MESMOS FÓRUNS. Na verdade, ambos os projetos têm as MESMAS INTENÇÕES: a SUBVERSÃO DA ORDEM NATURAL E A DESTRUIÇÃO DAS RAÍZES CRISTÃS DA CULTURA ATRAVÉS DO RELATIVISMO MORAL E DO IGUALITARISMO RELIGIOSO. É o homem que constrói o seu código ético em guerra aberta contra Deus - O ANTIGO PROJETO DAS LOJAS MAÇÔNICAS.

A 'Carta da Terra' e a 'Ética Planetária' NÃO SÃO PROJETOS QUE CONCORREM ENTRE SI; são, na verdade, ALTERNATIVOS ou COMPLEMENTARES. Têm O MESMO OBJETIVO: A DEMOLIÇÃO DA IGREJA CATÓLICA E A CONSTRUÇÃO DE OUTRA IGREJA, UMA CARICATURA A SERVIÇO DA NOVA ORDEM MUNDIAL.

V. 

pp. 87-88.

Lembremos que no final dos anos 80 e início dos 90 a UNESCO começou a promover uma ética universal de valores relativos. Uma de suas últimas etapas é inaugurada com o projeto 'Nossa Diversidade Criativa, Uma Ética Global para a Governança Global' (1991), o qual é o fundamento para a "ética global e a democracia, [que] são baseadas nos novos direitos humanos, formulados nas normas das últimas conferências internacionais, que devem informar o debate sobre MULHERES, GÊNERO, CULTURA e MEIO AMBIENTE, para formular novas políticas para o desenvolvimento humano sustentável". 

Este processo terminou com a 'Declaração Universal sobre a Diversidade Cultural' (2001) (*) e se concretizou na 'Convenção sobre a Proteção e a Promoção da Diversidade das Expressões Culturais' (2005). A Declaração Universal sobre a Diversidade Cultural diz: "A cultura deve ser considerada como o conjunto dos traços distintivos espirituais e materiais, intelectuais e afetivos que caracterizam uma sociedade ou um grupo social e que engloba, além de arte e literatura, estilos de vida, modos de conviver, sistemas de valores, tradições e CRENÇAS". As identidades culturais são "plurais, variadas e dinâmicas". Não devemos esquecer que, NA LINGUAGEM DAS NAÇÕES UNIDAS, NAQUILO QUE CHAMAM DE VALORES CULTURAIS, ESTÃO INCLUÍDAS AS CRENÇAS RELIGIOSAS. Assim, de acordo com este ponto de vista, A CULTURA CRISTÃ É COMPARÁVEL AO 'ESTILO DE VIDA HOMOSSEXUAL, AOS CÓDIGOS DE CONDUTA PARA OS GRUPOS MARGINALIZADOS' E ÀS PRÁTICAS PAGÃS DO INDIGENISMO. Como ESSA COEXISTÊNCIA É IMPOSSÍVEL, A 'DIVERSIDADE CULTURAL' SUBSTITUI - DESTRÓI POR SUBSTITUIÇÃO - A VISÃO CRISTÃ PELA 'NOVA ÉTICA UNIVERSAL'. Em algumas ocasiões, como por exemplo atualmente na BOLÍVIA e no sul da Argentina e do Chile, o respeito à diversidade cultural se transforma em arma violenta nas mãos do 'INDIGENISMO NEOMARXISTA' [NOTA. É o caso de Evo Morales - Presidente da Bolívia - que é membro do Foro de São Paulo, organização fundada por Lula e por Fidel Castro para transformar a América Latina na "Patria Grande" comunista [1]]. 

(*) Estão relacionados com este processo a Declaração e Programa de Ação sobre uma Cultura de Paz, que, aprovados em 1999 pela Assembléia Geral da ONU, foram promovidos desde dentro da UNESCO por Federico Mayor Zaragoza e Javier Pérez de Cuellar, ex-Secretário Geral da ONU, VINCULADO À MAÇONARIA e membro - como o próprio Mayor Zaragoza - da Cruz Verde Internacional, ONG de Mikhail Gorbachev, UM DOS ESPAÇOS ONDE SE ORIGINOU A CARTA DA TERRA. Mayor Zaragoza criou no próprio seio da UNESCO a Comissão Cultura e Desenvolvimento, sob a direção de Pérez de Cuellar, a qual dá origem à Declaração e Programa de Ação sobre uma Cultura de Paz apresentados pela UNESCO à Assembléia Geral com o nome de 'Manifesto 2000. Para uma Cultura de Paz e Não-Violência'.  

REFERÊNCIAS.


ARTIGOS RECOMENDADOS.

BRAGA, Bruno. "A aliança entre a Maçonaria e o Comunismo". Material para estudo [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/05/a-alianca-entre-maconaria-e-o-comunismo.html].

______. "A Internacional Socialista e a Maçonaria" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/10/a-internacional-socialista-e-maconaria.html].

______. "Antonio Guterres: ONU, Internacional Socialista, Maçonaria - aborto e gayzismo" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/10/antonio-guterres-onu-internacional.html].