Wednesday, November 06, 2013

"Capitão Nascimento" conspira contra a Polícia.

Notas.
Bruno Braga.



I.


“Capitão Nascimento” conspira contra a Polícia.

“Tropa de Elite” consagrou o ator Wagner Moura. A pirataria fez do filme uma febre antes mesmo de estar nas telas dos cinemas. Quando exibido, o Capitão Nascimento – personagem do ator – foi ovacionado e aplaudido pelo público. Era a polícia combatendo a bandidagem e os esquerdistas revolucionários – jovenzinhos “enfumaçados” e metidos a “intelectuais” – sendo responsabilizados, não apenas por maquiarem o crime com rodeios sociológicos e filosóficos, mas por efetivamente alimentá-lo.

Mas, o fenômeno “Tropa de Elite” havia escapado do controle da patrulha cultural. Tanto que foi necessário rodar uma continuação – uma grande produção - para colocar as coisas no seu “devido” lugar. Disfarçar a realidade entronando os esquerdistas revolucionários como os “heróis da nação”. Quem quiser tirar a prova desta mudança radical entre os dois filmes basta assisti-los ou revê-los.

Wagner Moura - na realidade - desempenha outro papel. O de um perfeito “idiota útil”. Tornou-se um propagandista do SOCIALISMO-COMUNISMO. Sobretudo do PSOL, que está comprometido com a “desmilitarização”, isto é, com a desmoralização da polícia. O ator resolveu agora reunir artistas – palhaços como ele mesmo – para protestarem contra a “repressão policial” à baderna e à quebradeira, tidas como “manifestações”:   [http://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2013/10/1360996-artistas-se-reunem-na-casa-de-wagner-moura-para-criar-protesto-contra-repressao-policial.shtml].


Nota publicada no Facebook em 24 de Outubro de 2013.


II.




Uma peça da “conspiração” do “Capitão Nascimento” contra a Polícia.

Wagner Moura – representando muito bem o papel de “idiota útil” para os SOCIALISTAS-COMUNISTAS – reuniu artistas – quer dizer, outros palhaços como ele mesmo – para protestar contra a “repressão policial” à baderna e à quebradeira, tidas como “manifestações democráticas”. Eis um produto da “conspiração”: este vídeo e o anuncio de mais um protesto.


Nota publicada no Facebook em 26 de Outubro de 2013.


III.




Os “revolucionários de butique” da classe artística – sobretudo os “globais” – decidiram promover o “Grito da Liberdade”. O protesto – em favor de um tal “direito de protestar” - aconteceu no dia 31 de Outubro, no Rio de Janeiro. A maioria deles não compareceu ao evento. Nem mesmo Wagner Moura, a maior “estrela”. No entanto, para a publicidade, o ator - consagrado como “Capitão Nascimento” no filme “Tropa de Elite” – posa ao lado de grupos revolucionários. Entre outros, PSTU, Fora do Eixo, Mídia Ninja, Núcleo Socialista, Juventude Comunista – e até do Movimento de Legalização da Maconha e de um tal “Meu cu é laico” (Cf. foto). Se nas telas Wagner Moura foi ovacionado pelo público por representar um policial que enfrentava a bandidagem e os esquerdistas revolucionários, na vida real o ator – e outros palhaços como ele mesmo - se presta ao papel de um perfeito “idiota útil”. Fomenta a baderna, a quebradeira, o crime – e, em última instância, o projeto de poder SOCIALISTA-COMUNISTA.


Nota publicada no Facebook em 02 de Novembro de 2013.


IV.





Wagner Moura – junto com tantos outros idiotizados da classe artística – se prestou a apoiar o “Grito da Liberdade”. Um ato em favor de um tal “direito de protestar”, mas que promovia a romantização de uma QUADRILHA de criminosos mascarados. Aconteceu no dia 31 de Janeiro, no Rio de Janeiro.

Para o ator que se transformou em celebridade por causa de seu personagem no filme “Tropa de Elite” – o Capitão Nascimento – é preciso destacar um termo da pauta da manifestação: a “desmilitarização da polícia” – e uma EXIGÊNCIA: “QUEREMOS O FIM DA POLÍCIA MILITAR [...]” (Cf. foto).

Wagner Moura – que foi ovacionado por representar nas telas do cinema um policial que combatia a bandidagem e os esquerdistas revolucionários (no primeiro filme) – agora é um REVOLUCIONÁRIO. Um perfeito “idiota útil” que, não só cospe na corporação que o acolheu e consagrou; ele – embora se apresente como defensor do “povo” e “transformador do mundo” - despreza os aplausos que recebeu do público e, consequentemente, os interesses e as expectativas da imensa maioria da população, que repudia o CRIME e o BANDIDO. Mas Wagner Moura faz mais. Afetando bom-mocismo e sofisticação intelectual, ele colabora – como um perfeito idiota - com o CRIMINOSO projeto de poder SOCIALISTA-COMUNISTA.


Nota publicada no Facebook em 02 de Novembro de 2013.


V.




Wagner Moura – o eterno “Capitão Nascimento” do filme “Tropa de Elite” - romantiza a QUADRILHA Black Bloc. Reivindica para um bando de criminosos mascarados o “direito de protestar” através do VANDALISMO, da QUEBRADEIRA e da DESTRUIÇÃO. Por outro lado, SATANIZA a Polícia e se presta a apoiar uma manifestação que EXIGE o FIM DA POLÍCIA MILITAR (Cf. “Grito da Liberdade”).

Este vídeo mostra como os manifestantes mascarados – ao contrário dos “truculentos” PM’s - são “democráticos” e “respeitosos”, “polidos” e “bem-educados”. O Cel. Reynaldo Simões Rossi se apresentou para “dialogar” com os protegidos de Wagner “Capitão Nascimento” Moura. Como resposta, ele foi espancado e teve a sua arma roubada.   



Nota publicada no Facebook em 05 de Novembro de 2013.

No comments: