Wednesday, May 09, 2012

Para levar a sério.

Bruno Braga.


Havia me comprometido a não levar mais a sério o Sr. Ronaldo Sérgio da Silva. Não por causa dos seus tropeços e equívocos - já comentados aqui [1]. Mas pela proclamação sapiencial proferida em um dos seus últimos artigos:

Tanto os motociclistas como os condutores de qualquer tipo de veículo deveriam ter, obrigatoriamente, noções de matemática e física aplicada (os grifos são meus) [2].

Ainda cogito se Ronaldo Sérgio estava realmente falando sério. De qualquer maneira, julguei necessário romper o meu juramento pessoal e tratar com seriedade o que leio no artigo mais recente do articulista: o próprio e um velho conhecido, personagem neste espaço, Dimas Enéas - ambos reunidos na Câmara Municipal de Barbacena, preocupadíssimos com os problemas que atingem a Europa, a Ásia, Estados Unidos e outros países e regiões [3]. O arquivo deste blog apresenta um vasto mostruário de como esta dupla é inapta para tratar alguns temas internacionais - por exemplo, manifestações no Egito, em Londres, “Fraternidade Muçulmana”, “Occupy Wall Street”, revolução digital, etc. [4]. 

O fato é preocupante, não apenas pelos precedentes – que incluem um “fato consumado” constrangedor, envolvendo o nobre revolucionário Dimas Enéas [5]. Mas porque o Sr. Ronaldo Sérgio descreve o evento na Câmara barbacenense como uma “união da sociedade”, da “sociedade barbacenense”.

Não é preciso muita inteligência para perceber que, por trás deste adorno retórico – de um discurso elegante quando propõe “unicidade”, e aveludado ao estabelecer, “não é hora de apontarmos defeitos de ninguém, mas de somar forças” - estão “agentes políticos”. Dimas Enéas, o Vereador Carlos Roberto Batista, e o próprio Ronaldo Sérgio – este último, pelo menos, como propagandista. É assim que um artigo envernizado maquia ambições políticas sérias: muito mais sérias do que a proposta de ministrar aulas de física e matemática aplicada para motociclistas e condutores de veículos.


Referências.

[1]. BRAGA, Bruno. Comentário sobre o artigo de Ronaldo Sérgio da Silva, “Economia quadrimensional: Psicoeconomiga” [http://dershatten.blogspot.com.br/2012/04/comentario-sobre-o-artigo-de-ronaldo.html]; “Comentário – Ética e Honestidade [http://dershatten.blogspot.com.br/2012/04/comentario-etica-e-honestidade.html]; “Análise de texto – Análise política” [http://dershatten.blogspot.com.br/2012/04/analise-de-texto-analise-politica.html] “Que ‘futuro recente’?“ [http://dershatten.blogspot.com.br/2012/03/normal-0-21-false-false-false-pt-br-x_15.html]; “Explicações e uma Contra-argumentação” [http://dershatten.blogspot.com.br/2012/03/normal-0-21-false-false-false-pt-br-x_23.html]; “Mais explicações e Contra-argumentações” [http://dershatten.blogspot.com.br/2012/03/normal-0-21-false-false-false-pt-br-x_23.html].

[2]. Ronaldo Sérgio da Silva. “Acidentes com motos: uma epidemia como a da gripe suína” [http://www.barbacenaonline.com.br/noticias.php?c=8454&inf=100].

[3]. Ronaldo Sérgio da Silva. “Barbacena: Desenvolvimento e Desindustrialização“ [http://www.barbacenaonline.com.br/noticias.php?c=8553&inf=11].

[4]. Cf. a referência [1], para Ronaldo Sérgio da Silva. Para Dimas Enéas, Cf.: BRAGA, Bruno. “Dois comentários” [http://dershatten.blogspot.com.br/2011/03/dois-comentarios.html]; “O risco de frequentar a posição de contra-exemplo é tornar-se um mal-exemplo” [http://dershatten.blogspot.com.br/2011/10/o-risco-de-frequentar-posicao-de-contra.html]; “Um Contra-exemplo e uma controvérsia – Episódio I [http://dershatten.blogspot.com.br/2011/11/um-contra-exemplo-e-uma-controversia.html] – Episódio II [http://dershatten.blogspot.com.br/2011/11/um-contra-exemplo-e-uma-controversia_15.html] – Episódio III [http://dershatten.blogspot.com.br/2011/11/um-contra-exemplo-e-uma-controversia_18.html].

No comments: