Tuesday, June 04, 2013

Metodologia do Instituto Datafolha acaba com a farsa dos "milhões" da Parada Gay.

Bruno Braga.


Os organizadores da Parada Gay-2013 – realizada neste domingo, 02 de Junho – propagandearam que o evento reuniu 3 milhões de pessoas em São Paulo. Estatística que foi reproduzida pelo Portal G1 [1].

No entanto, o Instituto Datafolha destruiu a publicidade gayzista [2]. A Parada Gay-2013 não teve um público de 3 milhões de pessoas, mas sim de 220 MIL. Uma redução de 18,5% com relação ao ano anterior, como mostra o gráfico abaixo.



O Datafolha empregou o mesmo método de contagem de público utilizado no ano passado para desmentir o ativismo gay. Em 2012, os organizadores da Parada Gay alardearam um público de 4 milhões de pessoas. Algo que seria fisicamente impossível, como demonstra abaixo o vídeo explicativo sobre a metodologia aplicada pelo instituto de pesquisa. A Parada Gay-2012 havia reunido 270 mil pessoas.


Enfim, está destruída mais uma farsa – entre tantas outras – para promover o gayzismo. Uma publicidade falsa que é construída não só forjando números [3]. Ela se faz com a própria exposição do evento para o público. Porque a Parada Gay é muito mais que uma tomada aérea da Avenida Paulista. E não é a romantização do gayzismo protagonizada por Daniela Mercury no “Fantástico” [4]. O programa “A Liga”, do ano passado, apresentou o que se passa no interior da Parada Gay, que é patrocinada com o dinheiro público.



Notas.



[3]. Ler também BRAGA, Bruno. “Números gayzistas” [http://b-braga.blogspot.com.br/2013/01/numeros-gayzistas.html]; “Números gayzistas forjados, uma amostra didática” [http://b-braga.blogspot.com.br/2013/01/numeros-gayzistas-forjados-uma-amostra.html].


[4]. Daniela Mercury recebeu 120 mil reais do governo da Bahia para se apresentar na Parada Gay-2013. Ela foi financiada pelo Petismo que está empenhado em promover a ideologia gay. Cf. Folha de São Paulo, 01 de Junho de 2013 [http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/06/1288322-governo-da-bahia-gasta-r-120-mil-na-parada-gay-de-sao-paulo.shtml].

No comments: