Sunday, July 10, 2016

A "declaração final" dos comunistas em El Salvador.

Bruno Braga.
Notas de leitura publicadas no Facebook sobre a "Declaração final" do XXII Encontro do Foro de São Paulo, realizado em El Salvador, 2016 [1].


I.

Em 2013, no seu XIX Encontro, realizado na capital paulista, o Foro de São Paulo expôs abertamente o plano de utilizar os "imigrantes latino-americanos" nos Estados Unidos como "elemento político" para "definir resultados eleitorais" [2].

No último Encontro - realizado há pouco mais de uma semana, em El Salvador - a organização comunista reiterou o plano na "Declaração final" do evento, porém, já nos termos de uma convocação: "El Foro de Sao Paulo motiva a los MILITANTES y SIMPATIZANTES de sus partidos en Estados Unidos a que, como comunidad, se sumen a la LUCHA y DEMANDA de sus [de la población migrante] DERECHOS y DENUNCIEN la política injerencista del gobierno de Estados Unidos hacia nuestros países" (Cf. imagem. Doc. p. 07, 20).

Trata-se de mais um dado para despertar os "ingênuos" e "puros" de seus "doces" sonhos com um "mundo maravilhoso". As crises de imigração estão sendo fomentadas e exploradas. É a estratégia do Islamismo - com a promoção do "jihad por imigração" [3] - e dos comunistas - como atesta o documento do Foro de São Paulo. Os agentes utilizam a camuflagem de "imigrante" e são acolhidos pela comunidade. Porém, logo passam a reivindicar "direitos" e mais "direitos" - e a instigar que outros façam o mesmo e que componham as suas fileiras de "luta" e de "demanda". Parasitam a "democracia" e, com os benefícios e privilégios que acumulam nela, começam a determinar o comportamento e a cultura do restante da população, a penetrar e a ocupar as instâncias decisórias de poder. 

II.

Este ponto do documento é bastante claro. Estabelecer uma "frente política" e "social" - de dimensão "continental" - para utilizar os tais "movimentos políticos", "sociais" e "populares" - e consequentemente, as suas "bandeiras" e reivindicações - LGBT-gayzista, feminista, afrodescendente, juventude, "povos originários" e indigenistas - enfim, para utilizar tudo isso em favor do esquema de poder comunista do Foro de São Paulo (Cf. imagem I. Doc. p. 07, 21). 

Uma das metas dessa "frente" é reconduzir Dilma Rousseff à Presidência da República no Brasil. O fantoche do Foro de São Paulo que a organização comunista declara falsamente ter sido vítima de um golpe promovido por uma tal "contraofensiva imperial", mas "que será derrotada por las fuerzas populares en todo el continente" - isto é, derrotada pelos "movimentos políticos", "sociais" e "populares" que trabalham para o próprio Foro de São Paulo (Cf. imagem II. Doc. p. 06, 19). 

Para ilustrar o "modus operandi" da estratégia capciosa é importante fazer remissão mais uma vez à Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, que, presidida por João, o "padre" do PT e "apóstolo" da Teologia da Libertação, foi transformada em "trincheira" de "luta" e de "resistência" para os interesses e ambições comuno-petistas [4].  

III.

O item 8 do documento trata do tal "acordo de paz" celebrado entre o governo colombiano e as FARC (Fuerzas Armadas Revolucionarias de Colombia) no dia 23 de junho (Cf. imagem. Doc. pp. 03-04, 8).

É importante observar que o Foro de São Paulo estabelece uma inversão de posições: denuncia o "terrorismo de Estado" e vitimiza o grupo narco-terrorista. Inversão maliciosa para defender um de seus membros - integrado ao esquema de poder de forma extra-oficial - ocultar ou justificar suas iniciativas e ações criminosas [5].

Não é o propósito tratar aqui - em uma simples "nota de leitura" - dos termos do "acordo de paz". Mas, qualquer pessoa com o mínimo de bom senso já deveria pelo menos colocá-lo sob suspeita, uma vez que foi celebrado em Havana - numa ditadura comunista -, tendo como intermediário Raúl Castro - um psicopata assassino [6] - e como testemunhas Nicolás Maduro - herdeiro do tiranete comuno-bolivariano Hugo Chávez - a abortista Michele Bachellet - empenhada na legalização do assassinato de crianças inocentes - e Salvador Sánchez Cerén - terrorista comunista salvadorenho que foi anfitrião do XXII Encontro do Foro de São Paulo [7].

Ainda no trecho da "Declaração final", a possibilidade de "participação política" dos membros da FARC deve ser destacada. Trata-se da estratégia de utilizar a "democracia" para ocupar posições políticas decisórias. Ora, a experiência histórica dá provas de como o benefício concedido aos criminosos foi maliciosamente utilizado pelos comunistas para construírem um projeto totalitário de poder. Sánchez Cerén e o FMLN em El Salvador, Dilma Rousseff no Brasil - terroristas que hoje integram um esquema criminoso de dimensão continental: o Foro de São Paulo. 


REFERÊNCIAS.

[1]. Declaración Final del XXII Encuentro del Foro de São Paulo – San Salvador – 2016 [http://forodesaopaulo.org/declaracion-final-del-xxii-encuentro-del-foro-de-sao-paulo-san-salvador-2016/].

[2]. Cf. "O Foro de São Paulo e as crises de imigração" [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/10/o-foro-de-sao-paulo-e-as-crises-de.html].  

[3]. Cf. "Hijrah na Europa: 'refugiados' colonizam um continente" [http://b-braga.blogspot.com.br/2015/09/hijrah-na-europa-refugiados-colonizam.html] - Leia também: "As raízes russas do Estado Islâmico", Christian Gomez [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/04/as-raizes-russas-do-estado-islamico.html].

[4]. Cf. "Foro de São Paulo: comunistas se reúnem em El Salvador", III-1-3 [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/06/foro-de-sao-paulo-comunistas-se-reunem.html]; "CDHM: 'Padre' do PT comanda 'trincheira' comuno-petista" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/06/cdhm-padre-do-pt-comanda-trincheira.html].

[5]. "Dossiê brasileiro" (Revista Cambio) [http://b-braga.blogspot.com.br/2012/12/dossie-brasileiro-revista-cambio.html] - Trata do envolvimento do governo brasileiro e de lideranças petistas com as FARC; "O 'Chefe' e as Farc" [http://b-braga.blogspot.com.br/2012/12/o-chefe-e-as-farc.html] - Sobre os Ex-Presidente Lula e as FARC; "A Gerentona e as Farc" [http://b-braga.blogspot.com.br/2012/12/a-gerentona-e-as-farc.html]. Dilma Rousseff e os narco-terroristas-comunistas da Colômbia; "O MST e as FARC" [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/12/o-mst-e-as-farc.html].


[7]. Cf. "Foro de São Paulo: comunistas se reúnem em El Salvador", II. b. [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/06/foro-de-sao-paulo-comunistas-se-reunem.html]; "O Foro de São Paulo em El Salvador" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/07/o-foro-de-sao-paulo-em-el-salvador.html].

ARTIGOS RECOMENDADOS.

BRAGA, Bruno. "Foro de São Paulo: comunistas se reúnem em El Salvador", II. b. [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/06/foro-de-sao-paulo-comunistas-se-reunem.html].
______. "Os 'apóstolos' do Foro de São Paulo" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/06/os-apostolos-do-foro-de-sao-paulo.html].

No comments: