Tuesday, September 10, 2013

Notas IV. MÉDICOS CUBANOS - PT - Ditadura Castro - e o projeto Socialista-Comunista latino-americano.

Bruno Braga.


I.


MÉDICOS CUBANOS. Carlos Rafael Jorge Jiménez - médico cubano – chama a atenção de Alexandre Padilha. No dia 04 de Setembro, o Ministro da Saúde do Governo PETISTA-SOCIALISTA-COMUNISTA foi à Câmara dos Deputados para tentar justificar a “importação” de médicos cubanos através do programa “Mais Médicos” – uma fraude forjada para transferir recursos públicos e financiar a ditadura genocida dos irmãos Castro. Acabou desmoralizado publicamente.

Lamentável, mas sintomáticas, são as vaias durante o discurso de Jiménez. Uma amostra de que a Câmara se tornou mesmo um poleiro de Socialistas-Comunistas ou “idiotas úteis” – não apenas defensores de um regime sanguinário e opressor, mas da exploração do trabalho dos próprios médicos cubanos.


Nota publicada no Facebook em 07 de Setembro de 2013.


II.


A quadrilha PETISTA-SOCIALISTA-COMUNISTA e o Foro de São Paulo trabalham diuturnamente para fazer do Brasil um CUbão. Os médicos – ou agentes revolucionários - da ilha do “Comandante” Castro foram “importados” para colaborarem com a execução do serviço. Está ai o instrumento: o COMECU – para enterrar no rabo dos brasileiros.



(*). Nota. Carro da cooperativa de médicos cubanos, prefeitura de Tauá-CE.


Nota publicada no Facebook em 04 de Setembro de 2013.


III.


“Dois pesos e duas medidas”.

Artigo de Graça Salgueiro sobre a promoção da revolução Socialista-Comunista através da “importação” de médicos – ou agentes – cubanos.    


Nota publicada no Facebook em 03 de Setembro de 2013.


IV.

MÉDICOS CUBANOS.

Médica cubana – se é que é médica mesmo – não faz questão nenhuma de esconder; pelo contrário, exibe com um sorrisinho zombeteiro – sobre a bandeira do Brasil - uma das razões para a sua “importação”.   



(*) Aeroporto Internacional de Brasília, 24 de Agosto de 2013.


Nota publicada no Facebook em 03 de Setembro de 2013.


V.


MÉDICOS CUBANOS. A farsa porcamente montada pelo governo PETISTA para transferir dinheiro à ditadura Castro – maquiando a operação com a “importação” de médicos cubanos – e fortalecer o projeto que têm em comum – o SOCIALISMO-COMUNISMO latino-americano – está sendo desmontada.

Primeiro, a revelação de que o contrato com a OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde) - que intermediará o repasse dos recursos à ditadura cubana - foi assinado antes do lançamento oficial do programa “Mais médicos”.
Agora, a confissão dos próprios médicos que foram recrutados para trabalhar no Brasil: eles já estavam sendo preparados há pelo menos 6 meses. Professores brasileiros promoveram cursos na ilha dominada pelos irmãos Castro – sem um acordo formalizado - utilizando material didático do programa “Mais Médicos”. “Agora é só revisão. Boa parte do conteúdo aprendemos lá. Um dos professores daqui conheço de vista, já deu curso em Cuba”, conta um dos médicos cubanos que desembarcou em Brasília.  



Nota publicada no Facebook em 30 de Agosto de 2013.



ARTIGOS RECOMENDADOS.

BRAGA, Bruno. “Notas. MÉDICOS CUBANOS. PT – Ditadura Castro – e o projeto Socialista-Comunista latino-americano” [http://b-braga.blogspot.com.br/2013/08/notas-medicos-cubanos-pt-ditadura.html].
______. “Notas II. MÉDICOS CUBANOS. PT – Ditadura Castro – e o projeto Socialista-Comunista latino-americano” [http://b-braga.blogspot.com.br/2013/08/notas-ii-medicos-cubanos-pt-ditadura.html].
______. “Notas III. MÉDICOS CUBANOS. PT – Ditadura Castro – e o projeto Socialista-Comunista latino-americano” [http://b-braga.blogspot.com.br/2013/08/notas-iii-medicos-cubanos-pt-ditadura.html]. 


  

No comments: