Tuesday, October 14, 2014

O Foro de São Paulo e as crises de imigração.

Bruno Braga.
Comentário publicado no Facebook em 11 de Outubro de 2014.
 
Referência: "A agenda secreta nas crises de imigração", Ion Mihai Pacepa. O artigo foi publicado no site Mídia Sem Máscara e a fan page da Radio Vox o apresentou como sugestão de leitura. O comentário abaixo foi originalmente postado no espaço indicado do Facebook (10 de Outubro de 2014).
 
Assunto: Foro de São Paulo, organização fundada por Lula e por Fidel Castro para promover o SOCIALISMO-COMUNISMO na América Latina.
 
______
 

Em um trecho do artigo, Ion Mihai Pacepa diz o seguinte: "Eu não estou mais no covil dos ursos e, é lógico, eu não tenho provas de que o KGB/FSB tem suas mãos na nossa atual crise da imigração em massa". No entanto, há PROVA - DOCUMENTADA - do envolvimento do Foro de São Paulo na estratégia descrita pelo ex-espião romeno.
 
Confiram a Declaração Final do XIX Encontro, que aconteceu no ano passado, em São Paulo: "Defendemos a adoção de políticas específicas para assegurar a defesa dos direitos plenos de todos os imigrantes e de suas famílias. A GRANDE PRESENÇA DE IMIGRANTES LATINOAMERICANOS NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA ESTÁ SE CONVERTENDO EM UM ELEMENTO POLÍTICO TRANSCENDENTE E CADA VEZ MAIS CAPAZ DE DEFINIR RESULTADOS ELEITORAIS. Diante disso, saudamos a iniciativa do Grupo de Trabalho de ARTICULAR as REPRESENTAÇÕES dos partidos do FORO NOS ESTADOS UNIDOS E EUROPA, como forma de promover o debate e INCIDIR POLITICAMENTE sobre o que ocorre nessas regiões a partir de nossa perspectiva" (Cf. imagem; os destaques em vermelho são meus. O documento pode ser acessado - em espanhol - neste link: [http://forodesaopaulo.org/declaracion-final-sao-paulo-2013/]).
 
 
Durante o mesmo encontro foi definido um "Plano de ação". Entre os "objetivos principais" estão: 16. Fortalecer a Secretaria Europa do Foro de São Paulo e ampliar nossos vínculos com os movimentos de defesa dos imigrantes e de suas famílias, de resistência contra a crise, e os distintos setores das esquerdas européias, em especial partidos e movimentos sociais de resistência anti-neoliberal; 17. Consolidar a Secretaria Estados Unidos da América do Foro de São Paulo e fortalecer nossos laços com os movimentos de resistência nos Estados Unidos, particularmente com os movimentos de defesa dos imigrantes e os de resistência contra a crise; 66. Realizar, no primeiro semestre de 2014, o II Encontro da Secretaria Estados Unidos do Foro de São Paulo, convidando particularmente os movimentos de defesa dos imigrantes e os de resistência contra a crise (os ítens seguintes tratam do mesmo assunto. O documento - em espanhol - pode ser lido neste link: [http://forodesaopaulo.org/plan-de-accion-aprobado-en-el-xix-encuentro/]).
 
É isso. Um abraço é bom trabalho para todos.
Bruno.

No comments: