Wednesday, December 17, 2014

O MST e o Foro de São Paulo.

Bruno Braga.
 
 
 
 
Para tentar compreender alguma coisa do que acontece no cenário político-social, o mínimo que se deve fazer é rastrear os agentes que nele transitam, sondar as suas ideias e descrever os seus projetos, e avaliar o poder e a influência que eles têm para realizá-los. Não é um trabalho fácil. Por causa da complexidade das relações, mas porque nem tudo está à mostra. Existem agentes que adotam o disfarce, planos que são discretos e vínculos ocultos. No entanto, é verdade que em certas ocasiões as dificuldades são dirimidas pelos mesmos que as criam. Os próprios agentes se revelam, às vezes como em um ato de confissão. É o caso do MST no "Jornal dos Trabalhadores Rurais Sem Terra", Ano XV, n. 171, de Agosto de 1997 - exemplar que na página 11 relata a participação dos sem-terra no 7o Encontro do Foro de São Paulo, realizado em Porto Alegre (Cf. Imagem - os destaques em vermelho são meus).
 

Em uma matéria relativamente curta - mas repleta de conteúdo -, a publicação do MST descreve o contexto no qual surgiu o Foro de São Paulo e aponta o objetivo da organização fundada por Lula e por Fidel Castro:
"A idéia de reunir as esquerdas nasce no início dos anos noventa marcada por uma conjuntura especial que poderia ser resumida pela imagem da QUEDA DO MURO DE BERLIM. A esquerda de todo o mundo assistia a RUPTURA DOS REGIMES SOCIALISTAS DO LESTE EUROPEU e o DESMEMBRAMENTO DA ANTIGA UNIÃO SOVIÉTICA [...] A primeira reunião das esquerdas latinoamericanas e caribenhas foi em 1990 na capital paulista e a articulação passou a ser denominada de Foro de São Paulo. O ANFITRIÃO foi o PARTIDO DOS TRABALHADORES (PT)" [...] (os destaques são meus).
Em outras palavras, o Foro de São Paulo nasce com o propósito de manter vivo - na América Latina - o movimento revolucionário socialista-comunista, dando unidade aos partidos e grupos nele envolvidos. Propósito que foi reconhecido pelas FARC - organização narco-terrorista comunista da Colômbia - em um comunicado oficial à mesa diretora do Foro de São Paulo, em 2007 [1].
 
O jornal "Sem Terra" documenta ainda a participação do MST no Foro de São Paulo. Mais que isso. Ele confirma que as estratégias estabelecidas pela organização latino-americana incluem os sem-terra - nas "atividades realizadas em conjunto com o MST" - e os colocam ao lado de outros grupos conhecidos por promoverem atividades criminosas no âmbito político-social. Por exemplo, a Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN-Nicarágua) e a Frente Farabundo Marti de Libertação Nacional (FMLN de El Salvador) (Cf. imagem).
 
Em resumo, a publicação dos sem-terra é uma espécie de ato de confissão. Nas linhas do próprio jornal, o MST assume que - não só participa de um encontro - mas que é parte integrante do Foro de São Paulo. Sob o disfarce de "movimento social" - embora aliado a organizações criminosas e terroristas - está comprometido com a realização de um projeto de poder de dimensões continentais: com a promoção do socialismo-comunismo na América Latina.

 
REFERÊNCIAS.
 
[1]. Cf. Pravda.ru, 2007. "FARC: Saudação ao Foro de São Paulo" [http://port.pravda.ru/mundo/25-01-2007/15168-farcsaudacao-0/].

 
ARTIGOS RECOMENDADOS.
 
______. "O MST, as FARC e o recrutamento de brasileiros: pelo depoimento de Luiz Inácio "O Barba" da Silva" [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/12/o-mst-as-farc-e-o-recrutamento-de.html].
_____. "Dossiê brasileiro" (Revista Cambio) [http://b-braga.blogspot.com.br/2012/12/dossie-brasileiro-revista-cambio.html]. (*) Sobre o envolvimento de lideranças petistas com as Farc.
______. "A Gerentona e as Farc" [http://b-braga.blogspot.com.br/2012/12/a-gerentona-e-as-farc.html]. (*) Sobre Dilma Rousseff e os narco-terroristas-comunistas da Colômbia.
______. "O 'Chefe' e as Farc" [http://b-braga.blogspot.com.br/2012/12/o-chefe-e-as-farc.html]. (*) Sobre os Ex-Presidente Luiz Inácio e as Farc.
______. "MST - acordo bolivariano, doutrinação e guerrilha" [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/11/mst-acordo-bolivariano-doutrinacao-e.html].
______. "A Escola do MST, o acordo bolivariano e o treinamento dos sem-terra" [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/11/a-escola-do-mst-o-acordo-bolivariano-e.html].
______. "O MST e a Teologia da Libertação, a CNBB e o projeto de poder petista-socialista-comunista no Brasil" (Bibliografia e material para estudo) [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/11/o-mst-e-teologia-da-libertacao-cnbb-e-o.html].


No comments: