Friday, September 21, 2012

Consagrando a inversão.



Bruno Braga.


Como é possível reunir tanta bizarrice em apenas dois minutos? Estou me referindo à reportagem exibida no Jornal Nacional, que mencionei em dois artigos [1]. Nela um membro da “Comissão da Verdade” – agora, oficialmente, “da Mentira” [2] – aparece como um perfeito cara deslavada, ele jura obediência à lei enquanto a rasga com as mãos escondidas do telespectador. Uma herdeira da militância revolucionária afirma que, junto com seus “companheiros”, lutava pela “democracia” durante o Regime Militar, quando, de fato, pretendia erguer no Brasil a “democracia genocida” de seus financiadores Socialistas-Comunistas. Um repórter compõe a narrativa da matéria sem ler sequer a lei que instituiu o objeto do seu trabalho, a “Comissão da Verdade, e projeta através do seu discurso os estereótipos dos “militares malvados” que pretendiam se “infiltrar” na “Comissão” para, de forma “maligna”, investigarem os paladinos da liberdade da “esquerda”.

Este espetáculo funesto conta ainda com uma presença ilustre: a participação da Sra. Ministra Eleonora Menicucci na reunião da “Comissão da Verdade”. Sim, sim, aquela mesma que autocapacitava – clandestinamente na Colômbia – as gestantes a praticarem o aborto com a sucção do feto: algo que ela, com contentamento expresso no rosto, considerou “uma coisa muito linda” [3]. A Sra. Menicucci além deste trabalho em “favor da vida”, lutou pela “democracia” - a de tipo Comunista, é preciso observar – durante o Regime Militar, e participou de assaltos para financiar a guerrilha.  

Exibida em rede nacional, esta reunião dos membros da “Comissão da Verdade” – com a presença da Sra. Ministra Eleonora Menicucci – consagra a inversão: o conciliábulo apresentado para o público como Assembleia de nobres e justos. Um espetáculo que não é somente bizarro... Para quem quiser assisti-lo [cliqueaqui].


Referências.

[1]. Cf. BRAGA, Bruno. “Falsificação da História” [http://dershatten.blogspot.com.br/2012/09/falsificacao-da-historia.html]; “Ainda sobre a Resolução” [http://dershatten.blogspot.com.br/2012/09/ainda-sobre-resolucao.html].

[2]. Cf. Idem.

[3]. Cf. BRAGA, Bruno. “Teste de sensibilidade – Um resultado provável” [http://dershatten.blogspot.com.br/2012/03/normal-0-21-false-false-false-pt-br-x_18.html].


No comments: