Friday, August 01, 2014

"Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil" para legalizar o ASSASSINATO DE CRIANÇAS.

Bruno Braga.
Nota publicada no Facebook em 01 de Agosto de 2014.
 

 
 
Ontem, 31 de Julho, a Presidente Dilma sancionou o projeto de lei 7.168-2014 (apenso ao PL. 3.877-2004). Trata-se do "Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil" - um mecanismo para regulamentar a participação da "sociedade civil" na promoção de políticas públicas.
 
Em uma cerimônia prestigiada por várias autoridades, discursou Vera Masagão, diretora executiva da ABONG (Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais) - que participou de todo o processo para articular a aprovação do projeto nas esferas dos poderes executivo e legislativo (Cf. Discurso completo, a partir de 10:30 [https://www.youtube.com/watch?v=sSeiCZfL06g]). Mas, como representante das ONG's e da tal "sociedade civil", quais são os objetivos da ABONG?
 
O site da associação, na seção "quem somos", tópico 5 - "O QUE QUEREMOS" - é bastante esclarecedor. Revela o pano de fundo ideológico - na expressão do "fim de todas as formas de IMPERIALISMO" - e reproduz as bandeiras e exigências dos grupos e organizações identificados com ele. Mas um ítem salta aos olhos. A ABONG "QUER" a LEGALIZAÇÃO DO ABORTO (Cf. imagem, o destaque é meu - [http://www.abong.org.br/quem_somos.php])
 
 
 

Nos termos das diretrizes da ABONG - e sob o pretexto de firmar "parcerias" entre a "sociedade civil" e o Estado - o "Marco Regulatório" é mais uma forma de promover ONG's, "movimentos sociais" que já estão associados a um esquema de poder. É mais um esforço para realizar o projeto PETISTA-SOCIALISTA-COMUNISTA e a engenharia social e comportamental que o envolve - o que inclui a legalização definitiva do ASSASSINATO DE CRIANÇAS no Brasil. .

 

No comments: